Archive for Fevereiro, 2010

BETO RICHA COLOCA FUTURO EM RISCO

Na Gazeta do Povo de hoje, foi publicada uma nova  pesquisa sobre o vice-prefeio Luciano Ducci  (PSB) e o prefeito Beto Richa. (PSDB).   O destaque maior da pesquisa, está nos comentários do professor de ciência política da UFPR, que analisou os dados e afirmou:  ” Os 58 % que concordam com a saída do Beto da prefeitura já são um percentual indicativo de quem está propenso a votar nele para o governo.  Apesar da queda  (em relação ao percentual dos que o elegeram,  77 %),  ainda assim é uma maioria  ” .  RESULTADO.  Beto Richa  perdeu em Curitiba 19 % do seu eleitorado.  A conta;  77 – 58  é   =  a  19 %.   Isto é significativo.  A meu ver Beto Richa corre o risco de perder  esta eleição ao governo do Paraná,  pois  ela  será decidida por pequena margem de votos,  e se isto acontecer,  Beto Richa  estará  comprometendo seu futuro político.

Foto: http://documentoreservado.com.br

Anúncios

PREFEITURA DE CURITIBA DEU LUCRO, COM BURACOS NA RUA

Deu hoje na Gazeta do Povo de Curitiba;  “Mesmo com crise, Curitiba fechou 2009 com superavit”.  Ora, ora pipocas. Esta manchete elogiosa é um equívoco na lógica do direito público administrativo.  Um  bom governo não é feito para gerar lucros (ou superavit).  Um bom governo é feito para FAZER OS SERVIÇOS PÚBLICOS NECESSÁRIOS À POPULAÇÃO, sem gerar déficts, ou “prejuízos”  (em tese).  Pergunto ao prefeio Beto Richa.  De que adiantou este  superavit ou “lucro”  se as ruas de Curitiba estão quase todas esburacadas ?   Seria preferível, Beto, que não tivéssemos este superavit e a grana fosse gasta em operação tapa-buracos.  Esta é a missão de um  bom governo.

Foto: http://www.portalaz.com.br

DESTAQUES DO JORNAL A GAZETA DO POVO DE HOJE

FALÊNCIA DA SEGURANÇA PÚBLICA: Da Gazeta.  “A Região Metropolitana de Curitiba tem uma morte a cada 45 minutos. No bairro Cajurú (Curitiba), assassinos mataram três pessoas e incendiram a casa. Dois adolescentes também foram executados. ”

A  SAÚDE   ESTÁ  DOENTE: Da Gazeta.  “Dengue  arma nova epidemia.  Zona de risco; Paraná tem 66 cidades potencialmente epidêmicas.   Índices;  Casos da doença dobram no Brasil e crescem 4 vezes no estado.  ”

DESPERDÍCIO : Da Gazeta. “Governo Federal.   Estatal sem função já custou R$ 18 milhões. Mesmo sem ter nenhuma função desde 2003, a estatal Eletrobrás Participações (Eletropar) , antiga  “lightpar”  gastou  R$ 18 milhões até o ano passado em pagamento de salários, honorários de administradores e conselheiros (pergunto, conselho  para quê ?), material de escritório, propaganda (pergunto, propaganda do que,  e para quê ?), impostos  e outras despesas burocráticas ”

CUIDADO MEIRELES: Da Gazeta.  ” FMI  vê risco de bolha no Brasil “. O diretor gerente do Fundo Monetário Internacional, Dominique Straus-Kahn,  disse que o Brasil sofre  “risco real” de uma bolha no preço dos ativos  por causa da entrada massiva de capital externo “.  Explicando melhor. Quanto mais dinheiro entra no país, mais os preços dos ativos sobem, até  de  modo artificial, tal qual ocorreu com a crise nos Estados Unidos,  com a valorização excessiva e irreal de imóveis.

DILMA SUBINDO

É inegável que a Dilma (PT) tem subido nas pesquisa  e, em contrapartida o Serra (PSDB) tem perdido pontos.  Os demais canidatos Ciro Gomes (PSB) e Marina (PV), ficam com índices ancorados e não variam muito.   Isto significa que a eleição está polarizada entre Serra e Dilma.  Entretanto este quadro do primeiro turno  ainda não baliza quem será o vencedor nesta corrida ao Palácio do Planalto, já que os índices desta pesquisa Data Folha de hoje, indicam um segundo turno.  Até agora no segundo  turno Serra vem batendo a Dilma, inclusive nesta pesquisa por 45 %  a  41 %.  Índice  de sufoco. Vai ser pauleira esta eleição.

PENSE NESTA FRASE

Manhã de frio de inverno em Curitiba. Na madrugada de  uns  14  graus centígrados. Céu nublado com  garoa chata. Tudo cinzento. Animem-se.  Pensem nesta frase da oração de São de são Francisco:  ………..”onde houver erro, que eu leve a verdade; onde houver desespero que eu leve a esperança;  “. Tenho a oração dele  num quadro  da parede da escada que dá acesso à cozinha.  Serve-me  de inspiração para tudo na vida, e no dia-a-dia, tão carente de emoção  e humanismo.

LICITAÇÃO ? QUE LICITAÇÃO ?

Cantei esta bola há mais de um ano (?), aqui neste blog.  A licitação  tão propalada do transporte coletivo de Curitiba, jamais seria feita sem manobras, como  pensaram alguns ingênuos.  Motivo.  Descobri na época, que os cencessionários atuais do sistema de transporte coletivo, chegaram até a ameaçar a Prefeitura de Curitiba com uma ação de indenização de uns R$ 5 BILHÕES, caso  a Prefeitura viesse a fazer uma nova  licitação normal.  Resultado.  Esta pressão valeu, e mais uma vez  “os mesmos”, serão  “os mesmos”, detentores dos serviços de transporte coletivo, já que a pressão da ação indenizatória   (e de “outras”  pressões), serviram  de alavanca para alçar a “mesma turma”,  no “mesmo negócio”  e no  “mesmo  lugar”.   E que   “vivam  os  mesmos”  ! 

A “INDÚSTRIA” DO LIXO EM CURITIBA E RM

A guerra na licitação do lixo de Curitiba e Região Metropolitana, em verdade é decorrente dos  “interesses ”  financeiros de grandes grupos econômicos que dominam a Capital há mais de 50 anos.   O interesse da população que paga caro por este serviço  vem em segundo plano.  Um exemplo da malandragem.  A antiga empresa que prestava estes serviços para a Prefeitura de Curitiba,   a TERPA LIPATER,  faliu há mais de dez anos,   não pagou seus trabalhadores , e até hoje  os curitibanos  (a Prefeitura), estão pagando as indenizações trabalhistas na  Justiça do Trabalho, cuja conta “seria” da TERPA LIPATER. . Este foi um  dos  “esquemas montados no setor”,   que deixou muita gente milionária. Agora,  de novo, insistem no mesmo caminho ?   O correto seria que cada município assumisse a responsabilidade pelo destino do seu lixo,  investindo e industrializando seu lixo, pois com esta decisão  não se formariam os tais  “consórcios de municípios”,  e com isto se evitaria esta alta concentração de montanhas de lixo num só local,  o  que compromete o meio ambiente a exemplo do aterro atual da Caximba.  Deste modo se  desmancha  o grande  atrativo do mega-valor da licitação, afastando os  “interesses”  ganaciosos destes grupos que dominam a economia da região.     Com isto se acabaria  de vez  com a velha discussão e decisões dos municípios que compõem o consórcio,  pois nehum deles quer o mega-lixão  dentro de sua área.  Querem empurrar a     sua  sujeira bem longe de sua casa.  Ora  bolas,  “cada carneiro que carregue sua lã”. Que o bom senso prevaleça nesta questão, e não venham com o papo furado de que os “municípios não têm recusos”.   Então  lutemos por uma REFORMA TRIBUTÁRIA RADICAL URGENTE, destinado 30 % da arrecadação nacional para os municípios,  POIS SÓ FAZER  LEIS EM BRASÍLIA, INEXEQUÍVEIS,  LEIS  DO  PAÍS  DOS   SONHOS,  NÃO DÁ  !  QUE  MANDEM  OS   RECURSOS  TAMBÉM !