Archive for 17 de Março, 2010

“A CASA CAIU” NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO PARANÁ

A TV Globo de Curitiba (RPC), detonou no estilo bomba atômica os segredos ocultos  de vinte anos na Assembléia Legislativa do Paraná, revelando escândalos  homéricos de 20 anos de existência.  A boataria sempre correu solta nos corredores da Assembléia, sobre  centenas de funcionários fantasmas com altos e altíssimos salários.  Pelo que foi divulgado,  o “esquema” montado  não foi  na base de DIÁRIO OFICIAL SECRETO,  tal qual aconteceu no Senado Federal.   Aqui no Paraná, inovaram o termo e criaram  o “DIÁRIO OFICIAL AVULSO”, onde  publicavam os esquemas de semi-oficialização das nomeações.,  sem que o público tivesse acesso a estes  “diários  oficiais avulsos”.  O pior e mais grave deste esquema, é o fato de que usaram nomes, RG e CPF  de pessoas simples, analfabetas, dos grotões mais pobres do Paraná, para dar aparência de legalidade no garfeamento dos altos salários que sacavam nos bancos sediados na Assembléia. O centro  ou o olho do furacão dos fatos denunciados caiu sobre os ombros do Sr. Abib Miguel  (conhecido por Bibinho), o qual sempre ocupou o cargo de Diretor Geral da Assembléia Legislativa do Paraná, e foi o homem fidelíssimo e de confiança do  falecido dep. Anibal Curi, que exerceu seu poder com “extrema habilidade” no Paraná, onde até  os governadores sempre  comeram  pelas suas mãos.  Enquanto viveu,  Anibal Curi mandou no Paraná.  Após sua morte, o Bibinho  continuou sendo nomeado no mesmo cargo e prosseguiu com o mesmo poder. Novos fatos devem vir à tona, e podem levar muita gente no roldão, inclusive deputados.  É  esperar para ver.

Fonte/Imagem: http://www.sintrascoopa.com.br/wp-content/uploads/2009/03/assembleia-legislativa-do-parana3.jpg

Anúncios

ALÔ, PREF. BETO RICHA E AMBIENTALISTAS

Vocês bem que poderiam seguir o exemplo da Drogaria São Paulo, (São Paulo), cuja empresa  faz uma campanha popular de coleta DE PILHAS E BATERIAS USADAS, em toda a Grande São Paulo.  Foi um  sucesso . Já arrecadou  DUZENTAS TONELADAS DE LIXO ELETRÔNICO EM 2009. Começaram modestamente em 2004.  Em Curitiba é um sacrifício para o povão colaborar com este gravíssimo  problema ambiental.  A  Prefeitura de Curitiba manda entregar as baterias usadas nos terminais de ônibus, em dias certos e alternados.  É muita  “burrocracia”. O prefeito Beto tem que seguir este exemplo e popularizar, E  FACILITAR coleta deste veneno eletrônico, urgente.  Está aí um bom exemplo a ser seguido.

Fonte/Imagem: http://www-usr.inf.ufsm.br/~pablo/e-lixo/imagens/pilhas01.jpg