Archive for 19 de Março, 2010

LAPA LEGENDÁRIA SEM EMPREGO

Na semana passada estive na cidade da Lapa aqui no Paraná. Nesta cidade ocorreu uma épica batalha de resistência aos revolucionários gaúchos  de Gumercindo Saraiva, o qual  chegou a invadir Curitiba.  Cheguei no anoitecer e fomos fazer um lanche de fim de viagem. Conversando com as pessoas na lanchonete, a reclamção era uma só e unânime;  FALTA EMPREGOS NA CIDADE DA LAPA, e quem mais sofre com isto é a juventude que fica ociosa. A legendária Lapa tornou-se uma “cidade-dormitório” da vizinha e  pujante  cidade de Araucária. Os poucos que conseguem trabalho em Araucária, têm que se deslocar nas madrugadas em ônibus lotado.  Reclamaram também de um conjunto de casas que o prefeito local estaria fazendo,  cujas obras de  construção estão  paradas. Seriam do PAC da “mamãe ” Dilma ?  É mais um PAC  que EMPACOU ?

Fonte Imagem:http://www.lapinha.com.br/imagens/fotos/clinica/cidade_01_peq.jpg

Anúncios

O FLAGELO DO CRAK

Notícia desta manhã nas rádios do país, dão conta que no Rio do Janeiro existem mais de 300  (TREZENTAS) crianças abandonadas pelos seus pais, todos enterrados no vício violento do crak, cujos pais pobres não encontraram solução de recuperação no internamento  de seus filhos em clínicas, por absoluta falta de vagas (na verdade faltam investimentos). Sem solução, partem para o abandono dos filhos. Está sendo comum na mídia fotos de menores acorrentados pelos pais,  como última “terapia”,  um improviso  familiar e medieval,  contra o vício do crak.  O prefeito dos cariocas, que gasta bilhões (duvidosos), em  jogos “pan-americanos” e outras mega-festas, reconhece estar “impotente” para resolver este flagelo do crak na “bela”  Rio de Janeiro.  Hoje ele conta com DEZ  Conselhos Tutelares.  Precisa de TRINTA, no mínimo. Está esperando o que prefeito ?   Voces já imaginaram o que é uma cidade ter  300 menores viciados no crak, “zoando” como zumbis na cidade?  Assaltando e até matando, é claro, para suprir o mergulho no vício sem volta? Quantos menores  “zumbis” e pobres teremos mais nos próximos  anos ?    Aqui em nosso Estado do Paraná e na “Curitiba-ecológica”,  quantos menores temos nestas condições ?  Existem dados estatísticos ?  Com a palavra o prefeito Beto Richa e o governador Requião.

Fonte da Imagem: http://www.sertao24horas.com.br/cute/data/upimages/crack-poeira.JPG

BRASIL FALIDO NA INFRAESTRUTURA

O país está tão mal no setor de infraestrutura, a ponto do senador Acir Gurgacz do PDT de Rondonia, ter que apresentar uma Emenda Constitucional para garantir um percentual mínimo no orçamento federal (via Constituição) de 0,5 % . para gastos neste setor. Creio que esta proposta será aprovada. Entretanto a mesma será um atestado da falência do planejamento estratégico da Nação,  pois será a prova material do desleixo com que os presidentes, dos últimos trinta anos,  trataram esta questão, básica,   de reformas,   melhorias e novos projetos de infraestrutura, para  estradas, ferrovias, hidrovias,   portos marítimos e fluviais. Nossa Constituição até parece um romance, dado o seu volume e detalhamento.  Com governantes fracos e estrutura política fisiológica, só mesmo tornando constitucionalmente obrigatórios os   investimeno necessários, para garantir o futuro da Nação.  Na Inglaterra nunca foi elaborada uma constituição formal, escrita, como a nossa, pois  há mais respeito pelas regras, mesmo que costumeiras.  Lá a sociedade se rege pelos usos e costumes. Fizeram a “Carta  Magna “,  de 1.215, elaborada pelos nobres, com a finalidade reduzir o poder do rei.  Aqui no nosso terceiro mundo, já tivemos  “n” constituições,  milhões de regras escritas e a última, de 1988, está desfigurada,  faltaram  suas leis complementares, e já  sofreu mais de 50 emendas constitucionais ! A mania de violar as regras, o “jeitinho”, faz com que coloquemos as regras,  indevidamente, na Constituição, na esperança de, aí sím, não serem violadas. Mas, isso não adianta muito, porque até na Constituição, as regras seguem desrespeitadas.  Temos em verdade uma “constituição carnaval”, cheia de adereços, pinduricalhos  e contradições.  Por  esta e por outras é que estamos classificados, sim, ainda, como país de terceiro mundo. A persistir  o descaso,  a indiferença com os outros, o fisiologismo, a falta de educação, e um individualismo sem limites, como vemos hoje,  vamos de constituição ” romanceada” e desrespeitada.

Fonte/Imagem: http://2.bp.blogspot.com/_CKkuDd5cWeM/SoM2hkMi3CI/AAAAAAAABJw/HFn93KOLthg/s400/constituicao2.jpg

E O “BIBINHO” PEDIU AFASTAMENTO

Os  deputados dirigentes da Mesa da Assembléia Legislativa do Paraná, cederam às pressões do Ministério Público, da mídia e da opinião pública, e resolveram que o Sr. “Bibinho”, diretor geral da Assembléia e principal acusado de operações irregulares de desvios de mega-salários, deveria  “pedir  afastamento de seu cargo”,  e foi o que aconteceu.  “Bibinho” pediu, hoje a tarde, o seu afastamento do cargo de diretor geral da Casa, até o encerramento das investigações, a cargo do MP,  e agora, também, com o acompanhamento da Ordem dos Advogados do Brasil .  Hoje a tarde, na Boca Maldita, os comentários eram contra o presidente da Assembléia,  deputado Nelson Justus, que anunciou um recadastramento geral dos funcionários.  A crítica foi pelo fato de que o deputado Justus, não se  referiu em investigar pesadamente o passado. O povão quer saber mais  detalhes  dos fatos delituosos, do passado, e menos dos  atos de correção que vão ocorrer no futuro, o que  já  se conta como certo. “Bibinho”  sai de cena, mas não da memória dos políticos do Paraná, e também ficou mais conhecido do povão. Tomara que a coisa mude mesmo e não seja só enganação para, daqui uns meses, voltar tudo como antes.