Archive for 11 de Abril, 2010

CRISE NO TRANSPORTE COLETIVO DE CURITIBA

No rescaldo da publicação da Folha de São Paulo, de 04-4-10, “Superlotação Já Compromete Sistema de Ônibus em Curitiba”, destaco:  1- Luiz Fila,  gestor do transporte público da URBS rebatendo a superlotação, reconhece que ela existe, porém ocorre nas horas de pico. Ora pipocas, pois é na hora de pico que o povão se movimenta e é nesta hora que não devia ter superlotação como há em Curitiba. É claro que nas horas de baixo fluxo, temos menos passageiros. Que descoberta ! 2 – A lotação (dizem especialistas) é sintoma de SATURAÇÃO DO SISTEMA DE  CURITIBA, pois a URBS (gestora do sistema), reconhece que transporte na saturação seis pessoas por metro quadrado.  Faça um teste aí na sua casa, e coloquem seis pessoas num metro quadrado. Testem.   3 – A população da Região Metropolitana de Curitiba cresceu 23 % nos últimos dez anos.  ” Tem linha que não dá para colocar mais ônibus, se não haverá engarrafamento, pois menor será a velocidade “,  disse o Luiz Fila, que ainda acrescentou que; ” a URBS não tem como proibir que, num ônibus que caibam 100, entrem 101, 102, 103 pessoas”.  Eu digo,  até  umas  110 pessoas talvez. NÃO ADIANTA O LOBYE  DO  TRANSPORTE   SEGURAR MAIS  A  PRESSÃO  NO TRANSPORTE COLETIVO DE CURITIBA.  VAI CHEGAR O  MOMENTO  EM  QUE ESTES  PRÓPRIOS  “LOBYSTAS”  VÃO  CONCORDAR  COM  A  CONSTRUÇÃO  UGENTE DO METRÔ  DE CURITIBA. CONTRA  A FORÇA  DA  SUPERLOTAÇÃO  DOS  ÔNIBUS, NÃO HAVERÁ  RESISTÊNCIA.

Anúncios

“CASO BANESTADO”. LULA SÓ FOGE DO REQUIÃO

O rumoroso  “Caso Banestado”, que foi objeto da edição do livro; ” HISTÓRIAS DE GROSSA CORRUPÇÃO” , do jornalista Wilson G. Gasino, (Feller Editoração Ltda), que relatou em detalhes a CPI do banestado, está  na moda em face das eleições que se aproximam, e  ainda pelo fato de que o Banestado e suas subsidiárias, fizeram operações  nebulosas, as quais resultaram hoje,  POR ENQUANTO, NUM PREJUIZO AO POVO DO PARANÁ DE MAIS DE R$  1 BILHÃO DE REAIS. O jornal IMPACTO de Curitiba (deste sábado),  registra passagens interessantes sobre as tentavtivas da renegociação do governador Requião, com o presidente Lula, e do senador Osmar Dias junto ao Senado Federal, como registro: 1 – O Tesouro Nacional cobra uma multa mensal de R$ 5,8 milhões por mês do Paraná.  2- O Senador Osmar Dias, tentou diversas vezes anular esta multa ao Paraná, mas o neto do ACM , o ANTONIO  CARLOS  MAGALHÃES JUNIOR  (DEM), , deu parecer contrário e melou o pedido do Osmar.  3- O senador Alvaro  Dias, sugeriu ao Requião que tentasse renegociar este pepino do Paraná, DIRETO COM O LULA,  pois  o Lula, é  o único que pode resolver este problema do Paraná, SE QUIZER.   4- O Requião disse que TENTOU FALAR COM O  LULA POR DIVERSAS VEZES,   que  lhe prometeu  solucionar o pepino, e nada de nada.   O  LULA FOGE   DO REQUIÃO,  MAIS DO QUE O DEMONIO  FOGE  DA CRUZ. Talvez para o Lula, como nordestino fanático, ela acha que o Sul não precisa de nada, pois nós aqui no Paraná, SOMOS ” O SUL MARAVILHA”,  como eles dizem lá. Vejam detalhes desta  hecatombe financeira do Paraná e o embróglio do BANESTADO  no título seguinte.

ENTENDA AS MULTAS DO TESOURO DO LULA AO PARANÁ

Um  dos maiores problemas de caixa do Paraná, é o embróglio herdado do governo Lerner, no caso suspeito da  venda do Banestado. Vejam o roteiro de nossa desgraça.  1 – O governo Jaime Lerner, autorizou uma operação “nebulosa” de compra  de “títulos públicos”  através da Corretora de Títulos e Valores do Banestado, cujos papéis de  LIQUIDAÇÃO  DUVIDOSA , foram adquiridos dos  Estados de Alagoas, Pernambuco e Santa Catarina, e ainda dos municípios de Osasco e Guarulhos, TODOS  NO  VALOR  DE  R$ 460 MILHÕES DE REAIS. 2-  Ainda no Gov. Jaime Lerner o Banestado foi vendido ao Banco Itaú,  (após injeção de dinheiro do Banco Central, que o Paraná deveria pagar depois).  Estes títulos, considerados  “podres,” sem valor,  passaram a pertencer ao Banco Itaú , o qual  POR ISSO, exigiu que o Governo do Estado do Paraná, avalizasse e garantisse o recebimento destes  “títulos podres”.   3 – O governo Lerner deu aval,   garantindo assim o pagamento destes  “títulos  podres” ao  Banco Itaú. 4 – Requião,  eleito governador manda abrir a CPI do Banestado na Assembléia, cujo resultado relata  grossa corrupção, o que leva Requião a  se recusar a pagar a dívida do saneamento do Banestado junto ao Banco Central,  assim como garantir o “aval” do títulos podres, e foi para a Justiça.   5- A  Jusitça decidiu que os   “títulos podres”  não eram válidos. AQUI  SURGIU  O  DUPLO PREJUIZO AO PARANÁ. 6- Como o governo do Paraná, não pagou o compromisso junto ao Banco Central,  e tampouco honrou o aval que tinha dado nos  “títulos podres”,  O  TESOURO NACIONAL,  DO GOVERNO LULA DO PT, PASSOU A APLICAR UMA MULTA MENSAL CONTRA O GOVERNO DO PARANÁ, DE R$  ,5,8 milhões de reais,  OU  SEJA  QUASE   SEIS  MILHÕES  DE  REAIS  POR  MÊS, O QUE RESULTOU  EM  CINCO  ANOS  O TOTAL DE R$  256 milhões,  SÓ DE MULTAS. Finalizando, vejam as contas;  COMPRAMOS COM DINHEIRO VIVO R$ 460 MILHÕES DE REAIS EM TÍTULOS PODRES,   E HOJE DEVEMOS  ESTE  VALOR , E  MAIS R$  256 MILHÕES DE REAIS  EM MULTAS.   TOTALIZANDO  OS  DADOS  DESTA  MEGA-MARACUATAIA,  O  PARANÁ  REGISTRA  HOJE  UM  PREJUIZO  DE R$ 1,176 BILHÃO  DE REAIS, (UM BILHÃO, CENTO E SETENTA E SEIS MILHÕES DE REAIS).  É  ASSIM  QUE MUITA GENTE  FICA  MILIONÁRIA COM O DINHEIRO DO POVÃO, QUE  NADA  SABE  DISTO,  E  PAGA  A CONTA  COMO UM  CORDEIRINHO, AO LOBO  FAMINTO DE OURO.

PAPO COM O GOV. PESSUTI NA BOCA MALDITA

No sábado da semana passada o governador Pessuti compareceu na Boca Maldita de Curitiba, como regularmente faz. Na ocasião batemos um bom papo, inclusive sobre nossas pré-candidaturas,  indicadas pelos  respectivos partidos,  na sucessão ao governo do Paraná. O compositor Pedrinho, apareceu por lá e foi para a foto.