Archive for 30 de Maio, 2011

DE NOVO FHC, MAZZA E A MARCHA DA ERVA

Ontem à noite assiti  o ex-presidente FHC do PSDB , quando em extensa reportagem fez uma defesa intransigente na liberação da maconha.  Alega FHC que devemos seguir o exemplo da Holanda,  Portugal e etc.   A propósito, recebi um e mail que transcrevo abaixo:

Autor: Eduardo (IP: 201.24.239.122 , 201-24-239-122.ctame704.dsl.brasiltelecom.net.br)
Email : ejankosz@yahoo.com.br
URL :
Whois : http://whois.arin.net/rest/ip/201.24.239.122
Comentário:
Se o FHC e o Serra usarem esta porcaria da Maconha como bandeira politica , é de novo que o PSDB vai levar na cabeça! Sejam uma oposição séria e honesta, com propostas serias para o Brasil, e a maconha voces deixem para a Holanda, Belgica e Portugal. Lá eles tem dinheiro e podem fumar maconha nos cafés, aqui  (censurado) vai matar e roubar, para fumar sua maconha sossegado! Para com isto FHC !

Anúncios

CAPITALISMO SELVAGEM E O ATRASO

A  INCLUSÃO  SOCIAL.  O Lula com sua política de inclusão social, de repasse de grana do Tesouro as camadas mais pobres da população, PROVOU que é possível se dar mais consistência ao sistema econômico, quando essa classe favorecida pelos programas sociais, passa a consumir mais, garantindo o giro da economia desde o fabricante até a loja da esquina.  Foi este  “modelito” improvisado que fez a inclusão de parte da classe “D”, para a classe “C”, média baixa,  A TURMA DA SENZALA.   Este fenômeno econômico  PROVOU, QUE AO  SE TRANSFERIR  RENDA PARA  ESTA  “TURMA  DA SENZALA”,  A RENDA TRANSFERIDA, RETORNA   COM LUCROS  PARA A  “TURMA DA CASA GRANDE. ” 

EMPRESÁRIO “UMBIGUISTA”.  Este é o “extraordinário”  fenômeno que ocorre nos países  de capitalismo saudável, democrático, BEM AO CONTRÁRIO DO NOSSO MODELO CAPITALISTA,  CHAMADO ATÉ  HOJE DE  SELVAGEM, POIS É PREDADOR.  É UM MODELO  “UMBIGUISTA” .  Nosso empresário cego  (na maioria), só enxergam seu umbigo.  Não têrm a necessária visão capitalista  “calvinista”.

ESCRAVIDÃO  DISFARÇADA  PROVA MODELO “SENZALA”.  Embora a escravidão tenha acabado “de direito” há mais de duzentos anos, em verdade, “de fato”,  ela continua aqui e acolá, POR  FALTA  DE RENDA DO TRABALHADOR, o que prejudica e trava nosso desenvolvimento econômico pela falta de poder aquisitivo da população.  Vejam esta nota do site “Última Instância” :

Brasil tem 20 mil trabalhadores em condição análoga à escravidão

”  O Brasil tem cerca de 20 mil trabalhadores em condição análoga à escravidão, segundo dados divulgados ontem pelo Ministério Público do Trabalho. O ministério lançou ontem, em Brasília, a campanha nacional de combate ao trabalho escravo, com o objetivo de oferecer capacitação e ressocializar os trabalhadores. “A campanha visa promover a educação e a conscientização do empregador, trabalhador e da sociedade”, afirmou a procuradora do Trabalho, Débora Tito Farias. Segundo o órgão, a prática é encontrada, além do campo, nas cidades, em empresas e na construção civil.   ”