Archive for 26 de Outubro, 2011

DEMITE-SE DA URBS O SAUDOSISTA “BUSÓLOGO” LUBOMIR FICINSKI

OS BUSÓLOGOS.  “Busólogo”, é uma expressão usada para designar as pessoas fanáticas por ônibus,   cuja dedicação   vai  as raias da paixão pelos ônibus.  Este talvez seja o caso do engenheiro LUBOMIR  FICINSKI, (se não for outro o motivo),  o qual pediu demissão da URBS  (órgão da Prefeitura de Curitiba),  por não concordar com a implantação e construção do METRÔ DE CURITIBA.  LUBOMIR, fez e faz parte da equipe de JAIME  LERNER, que com ele implantaram na Curitiba dos anos 60 o modelo de ônibus  rápido-expressos, nas canaletas.

LUBOMIR SAIU ATIRANDO CONTRA O METRÔ.  Em entrevista na Gazeta do Povo, LUBOMIR, fez  críticas ao IPPUC, por  terem elaborado e tocado adiante o projeto do METRÔ DE CURITIBA (cujo projeto ficou engavetado no IPPUC POR NOVE ANOS), já que ele era, e  É,  adepto do clube dos CONTRA-METRÔ, cujo clube é composto pelo arquiteto Jaime Lerner e todos os empresários das linhas de ônibus de Curitiba,.  Obviamente são contra o METRÔ devido ao fato que, instalado  este moderno sistema de transporte, ELES PERDEM O MONOPÓLIO DO FATURAMENTO DE UNS R$ DOIS MILHÕES DE REAIS  POR DIA.

A RESPOSTA DO IPPUC AO LUBOMIR.   Clever de Almeida, presidente do IPPUC, deu as resposta na fala do LUBOMIR. Vejam :

“A construção do metrô não significa um abandono do ônibus, na avaliação do presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Cléver Almeida. “A vinda do metrô não anula a história e o futuro de Curitiba de investimentos em ônibus”, afirma. Ele cita os exemplos da Linha Verde e do Ligeirão como melhorias recentes do transporte.

Segundo ele, o metrô surge como solução para uma cidade estrangulada pelo número de carros. Por mais investimentos que se façam em ônibus, o número de veículos influência a velocidade do sistema – com o aumento de cruzamentos nos eixos.

Almeida admite que o sistema metroferroviário é mais custoso. No entanto, na operação dos ônibus, não constam valores embutidos, como a manutenção de vias públicas, terminais e estações-tubo. De acordo com ele, cada carro do metrô funciona por 30 anos e tem o mesmo custo de três biarticulados, cuja vida útil é de dez anos. A prefeitura garante que a tarifa será a mesma do sistema de ônibus, mas é impossível determinar o valor hoje em razão da possível variação de insumos até 2016.

Outro benefício indireto do metrô é o fato de as canaletas se tornarem um parque linear, com incentivo às bicicletas com a construção de uma ciclovia de aproximadamente 13 quilômetros e a melhoria de qualidade de vida das pessoas. “Com um tempo de permanência menor no sistema, as pessoas ganham mais tempo para fazer o que lhes interessa”.

OUTRAS VANTAGENS DO METRÔ.  É movido a eletricidade, portanto não polui.  Cada composição ambarca de imediato 1.400 passageiros. O “triarticulado” embarca só 220. A velocidade média é maior do que o ônibus, com a vantagen de que não para em cada esquina. 

ICI- DÁ GOLPE POLÍTICO ? VEREADORES CURITIBA ACORDAM SÓ AGORA?

O ICI-INST. CUURITIBA DE INFORMÁTICA NA BERLINDA.  Esta ONG,  ICI foi criada em 1998 na gestão do ex-prefeito CASSIO TANIGUCHI, atual secretário do Planejamento do governador BETO RICHA, cujo ICI ficou com o MONOPÓLIO  ETERNO no fornecimento de programas de computador para a Prefeitura de Curitiba.   Por ser uma ONG, o ICS fica envolto numa bruma, numa penumbra, e ninguém o vê, quanto a fiscalização de suas ações, e os pagamentos MILIONÁRIOS que faz a empresas particulares, já que não é empresa estatal, podendo fazer e desfazer.

CONTRATOS A PESO DE OURO.  O ICI atua livre, leve e solto, como todas as ONGs, HOJE SOB SUSPEITA DO GOVERNO FEDERAL, que determinou agora um corte nas ações destas porcarias de ONGs no país, sorvedoras de recursos  públicos suspeitos, as quais terão que agora prestar contas “tim-tim- por tim-tim”, pelo menos no Governo Federal.  Já aqui, os vereadores do prefeito LUCIANO DUCCI, vetaram o fornecimento de cópias dos CONTRATOS   MILIONÁRIOS DO ICI. Ficam na CAIXA PREETA se depender dos vereadores coniventes com esta suspeita situação.

VEREADORES DORMIRAM TREZE ANOS ? Vejam, o ICI foi fundado há mais de TREZE ANOS, e só agora foi que os vereadores da oposição ACORDARAM para olhar ao ICI sob seus pés ? O vereador JOÃO DO SUCO, líder do prefeito DUCCI, liderou o veto ao pedido atrasado dos vereadores da oposição, que neste caso, deveriam ir direto a Justiça com um PEDIDO  LIMINAR , para conseguirem as cópias destes contratos “folheados a ouro”, já que falam em valores de R$ 585 MILHÕES DE REAIS,  ou seja,  MAIS DE MEIO  BILHÃO  DE REAIS,  até  2016.  Pode  ?  Pode sim….você mora em Curitiba, onde tudo é possível !

O GOLPE POLÍTICO DO PREFEITO LUCIANO DUCCI.  Ouvi agora na Band News de Curitiba, a notícia (ver. ALGACI TÚLIO), de que o prefeito LUCIANO DUCCI,  PASMEM, ASSINOU A PRORROGAÇÃO DO CONTRATO ENTRE O MUNICÍPIO DE CURITIBA E O ICI-INSTITUTO  CURITIBA DE INFORMÁTICA, ATÉ  2016, DATA DO TÉRMINO DO MANDATO DO FUTURO PREFEITO DE CURITIBA, o que é no mínimo questionável na Justiça, a prorrogação deste “contrato-monopólio”, que dribla a Lei de  Licitações 8666/93, que exige concorrência pública na aquisição de bens, E SERVIÇOS para o Município de Curitiba, no caso, mesmo que para “fabricação” de programas de computador, cuja última palavra pode até ter, neste caso, um duplo sentido. Ai,Ai,Ai!  Ou será que vamos permanecer eternamente no “ESTADO DO BAGUNÇOU GERAL” ?

EMPRESAS PARTICULARES GERAM PROGRAMAS INÚTEIS?   São milhões e milhões jogados neste  NEGÓCIO  CAIXA PRETA (até que nos forceçam cópias dos “contratos”), em pagamentos de programas de computadores, no mínimo questionáveis quanto ao seu uso, como foi o caso do programa inútil que vi, em caros terminais a céu aberto, para informar os turistas que NUNCA O ACESSAVAM, CUJO APARATO INÚTIL estava localizado m frente a Prefeitura, e cujo  terminal   foi  retirado  pela  RECONHECIDA  INUTILIDADE do trambolho que deve ter colaborado para estes gastos de MILHÕES E MILHÕES.  Quanto custou essa “empreitada” ?

ALÔ VEREADORES DA OPOSIÇÃO. CORREIÇÃO IMEDIATA.  A presidente DILMA,  acertadamente, determinou ONTEM um breque nos pagamentos da grana federal para TODAS AS ONGS DO PAÍS, E SE HÁ VERBA  FEDERAL  NOS PAGAMENTOS AO ICI,  este breque do Governo Federal  ESTENDE-SE  AUTOMATICAMENTE AO ICI,  e os vereadores do prefeito DUCCI,  guardas pretores da CAIXA PRETA ICI, terão que aprovar o pedido de cópias dos ricos contratos ILEGAIS. Vejam, o breque da DILMA, deve estar na mídia.  É só agir rápido.  A transparência “deveria” ser obrigatória na cabeça de todos os vereadores do país, pois assim sobraria mais grana para a falida EDUCAÇÃO,  SAÚDE,  SEGURANÇA PÚBLICA,  SANEAMENTO,  METRÔ,  BURACOS NAS RUAS, MENORES NO CRAK,  MENDIGOS NAS RUAS,  MOBILIÁRIOS DA RUA DESTRUIDOS,  ETC. ETC.

ICI-INSTITUTO CURITIBA INFORMÁTICA BOLA DA VEZ ?

DENÚNCIA CONTRA O ICI.  O ICI-Instituto Curitiba de Informática, está sendo denunciado no YOUTUBE, pelo Sr. EMÍLIO  LIMA, pessoa que já dirigiu o CPD-Centro de Processamento de Dados da Prefeitura de Curitiba, que era subordinado ao IPPUC.   Portanto o EMÍLIO  é um técnico  do ramo e  que entende da “coisa”. Eu o conheci neste cargo, cujo CPD funcionava onde hoje estão  os gabinetes dos vereadores de Curitiba.

HIPER-FATURAMENTOS ?  A denúncia é pesada e deve provocar muito disque-disque e até mexe-mexe na Prefeitura de Curitiba,  e nos meios políticos, devido a GRAVIDADE DA DENÚNCIA.  Eu assisti.  Vejam o texto que saiu no site, LADO  B :

97 milhões de reais ao ano é o custo do ICI, segundo denúncia no Youtube: 33 vezes mais caro!

Por Redacao Blog Lado B | Publicado:30 de julho de 2011

EMÍLIO  LIMA, que se identifica no vídeo como ex-gerente do IPPUC – Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba – na década de 80, denuncia que o custo dos serviços hoje realizados pelo Instituto Curitiba de Informática (ICI) aumentou 33 vezes em comparação com o mesmo serviço prestado quando o CPD era uma autarquia municipal. Detalhe: ele compara o gasto dos cofres municipais para o ICI agora com o orçamento anual inteiro do IPPUC na época em que ele era uma referência nacional em planejamento e inovação tecnológica, o que incluía o Centro de Processamento de Dados. Hoje, o IPPUC não é mais aquela “Brastemp” aos olhos da administração e a dinheirama vai parar nas mãos da iniciativa privada. Confira! Tire suas conclusões e divida a opinião aqui com a gente. Comente!

BOATOS NA BOCA MALDITA.  Este ICI da Prefeitura de Curitiba, vez por outra é citado na Boca Maldita de Curitiba, como um órgão  “super-generoso”  em suas ações de contratação com determinados grupos e empresas ligadas a altos “esquemas -políticos”, onde corre muita grana|, aos borbotões, pois a mensuração da criação de programas de computadores, é uma coisa única,  abstratada e de difícil medida monetária.  Paga-se quanto quizerem.   Na dúvida….jogue-se para o alto….

PREFEITO BARBOSA NETO DE LONDRINA DE NOVO?

EMENDAS SUSPEITAS.  A Gazeta do Povo de25/10/11, publica matéria que foca uma estranha relação de emendas do orçamento federal  de dois deputados do Rio de janeiro, para o município de  Londrina, no valor de R$  18,5  (DEZOITO MILHÕES E MEIO DE REAIS).

ONDE BARBOSA VAI GASTAR ESTA GRANA ? Depois desta revelação na mídia, o prefeito BARBOSA NETO (PDT) de Londrina, seguramente vai por as  “barbas de molho”, já que a oposição e a mídia local, vão ficar de olho no destino desta baita grana.  Se estava previsto algum “esquema” no gasto desta fortuna, hoje não está mais…..chi !…..deu  zebra ?  Entrou água no esquema ?

TEATRO DO ABSURDO “DEROSSO” HUMILHA ADVERSÁRIOS

A HUMILHAÇÃO  NO “CIRCO DEROSSO”.  Os ( 85 % ) dos vereadores comandados pelo presidente da Cãmara de Curitiba, o Sr. DEROSSO, devem estar rindo dos adversários, após cada espetáculo do teatro do absurdo, da peça “ACUSA-DEROSSO”, que tenta apurar  os gastos dos TRINTA MILHÕES EM PUBLICIDADE,  pelas chicanas e manobras muito bem urdidas pela base  “derossista”  (rechaeada c/ alguns “opositores”),  na Câmara. 

O “ENXUGA  GELO”.  O grupo que monta as pressões  contra o Derosso, cumpre um papel coadjuvante do vereador Derosso, e em verdade, na medida em que não avançam ,  desgastam-se   a cada episódio.  Ficam na base do, ENXUGAR, ENXUGAR E ENXUGAR O GELO,  de modo permanente e cansativo, e sem perceber, cumprem direitinho (mesmo que contra gosto), o papel de “atores-oposição”  com papel (script)  fornecido pelo Sr. DEROSSO e seus vereadores.

MANOBRAS E MAIS MANOBRAS.  A cada espetáculo, surge uma manobra dos “derossistas”. Ora é a esposa CLAUDIA (acusada no processo), que não pode comparecer nas comissões investigatórias pela segunda vez,  por doenças diversas,  ora são os diretores da VISÃO PUBLICIDADE, que não podem depor (gripados ou resfriados?), ora é o  “vereador-relator”  que foge das sessões, ora é isto, ou aquilo etc. etc. O  espetáculo “PEGA-DEROSSO”, vai prosseguir,  e ele vai vencer pelo cansaço.  Vai sair desta belo e folgado, por enquanto. 

SÓ  RESTA A JUSTIÇA.  A única possibilidade de condenação do DEROSSO, será a longo prazo na Justiça, caso tenham provas suficientes para isso, restando-lhe,  neste caso,  a EMBROMAÇÃO  PROCESSUAL  COM O USO DA  FIGURA JURÍDICA DA   ” PRESCRIÇÃO “, a qual tem protegido muitos  políticos  que foram condenados na sentença, sem cumprí-la de fato, favorecidos que foram pela PRESCRIÇÃO.  Aqui em Curitiba tem um ex-prefeito nesta situação. Condenado pelo STF, nada cumpriu.