Archive for 20 de Janeiro, 2012

ALÔ SENADOR BLAIRO MAGGI. UM RECADO DOS AERONAUTAS

AERONAUTAS ESTÃO “FULOS” DA VIDA COM O SENADOR BLAIRO MAGGI.  Recebi um e mail de um aeronauta, que fala em nome da classe, os quais estão “fulos” da vida com o digníssimo senador BLAIRO MAGGI. Nada melhor do que divulgar o texto por inteiro do e mail do  Sr. VITOR FERNANDES, o qual protesta contra um projeto do MAGGI, que tem a finalidade de aumentar a carga de serviço diário dos pilotos e aeronautas em geral.  Vejam :

Vitor Fernandes commented on MAGGI NÃO É SOPA DIZ SIMÃO

“Ficaria muito feliz caso o Sr. Dr. pudesse colocar sua voz e seus conhecimentos em defesa dos direitos dos Aeronautas do Brasil (Comandantes, Co-Pilotos, Comissários de Voo), que, com o Projeto de Lei do Senado Nº 434/2011, mais uma pérola do digníssimo Sr. Blairo Maggi, podem ser forçados a trabalhar muito além do que já trabalham hoje, leia-se, passar de um regime de cansaço contínuo a um regime de semi-escravidão, onde as próprias empresas aéreas seriam as únicas responsáveis por avaliar “se o tripulante está fatigado demais para voar”. A próxima pista pousos e decolagens manchada de sangue vai ter o nome Blairo Maggi escrita nela.  Fico inteiramente à disposição para esclarecimentos.”

PROPOSTA EXDRÚXULA DO SENADOR MAGGI.  Se consta no texto do projeto de lei, que “as empresas aéreas é quem avaliarão o índice de fadiga dos pilotos e aeronautas”,  este projeto já nasce capenga e vai virar defunto. MOTIVO ?  Tem um erro fundamental, pois para se avaliar,  ÍNDICE DE FADIGA DE UM SER HUMANO, isto só pode ser feito por um médico especialista da área,  e de orígem NEUTRA, o que signfica dizer que não pode ser da empresa do patrão do piloto. 

SUGESTÃO  AO SENADOR  BLAIRO  MAGGI.  Consulte um advogado da área trabalhista e verás que teu projeto está legalmente defeituoso,  claro, SE CONSTA ESTA EXIGÊNCIA BURRA. Caso o projeto seja aprovado, vai parar no STF (Supremo) por inconstitucionalidade.

RECADO AO GOVERNADOR BETO RICHA, AOS POLICIAIS, DEPUTADOS, SENADORES, PREFEITOS E VEREADORES E AO POVÃO.

“NÃO TEM SOLUÇÃO”.  O governador BETO RICHA (PSDB) está numa mini-saia saia tão justa que o impede de dar um passo no compromisso que fez de reajuste salarial  dos policiais civis e militares do Paraná,  ANTES DA ELEIÇÃO.

O MOTIVO É UM SÓ.  Os Estados e os municípios do país ESTÃO QUEBRADOS, SEM GRANA, o que se agrava, caso  coloquem todo o passivo de suas  dívidas públicas, incluindo-se aí os precatórios, e os fantasmas que saem dos armários a todos os instantes etc.  É impossível que se persista neste modelo de distribuição do bolo dos tributos do país, onde o Gov. Federal fica com 60 % da grana, os Estados ficam com 27 % e os miseráveis dos municípios ficam só com 13 %.  De resto é pires na mão e venda de prestígio político para os cardeais da Casa Grande ou –  PALÁCIO DO PLANALTO –

A SOLUÇÃO.  Só uma reforma tributária radical poderá tirar os Estados e os Municípios do país da falência em que se encontram.  O desequilíbrio financeiro é permanente.   Sem uma campanha nacional dos governadores, e demais políticos pela REFORMA  TRIBUTÁRIA, os Estados e Municípios se eternizarão nesse “rame-rame” de falta de grana para resolverem seus problemas de segurança, sáude, educação e mobilidade urbana.  É uma “enxuga-gelo”  eterno.   Aliás se falou muito na REFORMA TRIBUTÁRIA, e depois,  através da cooptação centralizada em Brasília dos políticos “negociáveis”  em geral, sepultou-se esta ÚNICA  “REFORMA-SOLUÇÃO” defintiva,  para o país dar um salto na modernidade.

AS PERIPÉCIAS DA DEMOCRACIA E O MAZZA

O  SACRIFÍCIO DE  UM  TÍTULO  DE  ELEITOR CIBERNÉTICO.  O TRE do Paraná está fazendo um recadastramento dos eleitores de Curitiba, com a troca dos títulos de eleitores,  antigos, analógicos, por títulos novos literalmente digitais  com identificação na base da digital do dedo polegar. 

PERIPÉCIAS DO ELEITOR.  A democracia custa caro.  Será que vai compensar ?  Foi um sacrifício  danado aos eleitores, pois além de um custo incalculável, tanto aos eleitores com perda de tempo, quanto o custo enorme ao TRE na contratação do aparato de centenas de computadores e pessoal para operá-los, além do custo do softer.

CRÍTICA DO MAZZA.  O ácido e competente jornalista LUIZ GERALDO MAZZA, da rádio CBN, fez um comentário sobre este desconforto da democracia, que exige peripécias e sacrifícios dos eleitores inutilmente.  Disse o MAZZA: 

” Depois de todas estas peripécias democráticas o eleitor estará apto para que ?  Para votar “nisso” que está aí ? “

VOCE LEMBROU-SE DE ALGUM CANDIDATO ?  Com certeza o MAZZA ao faze esta crítica lembrou-se de alguns vereadores de Curitiba, além de outros, deputados,  prefeitos e os “etecétera, etecétera”. 

NÃO EXISTE SISTEMA INVULNERÁVEL.  A identificação pela digital do dedo polegar já sofreu fraude, pois ouvi notícia de que nos Estados unidos um gajo espertalhão forjou uma digital na base do silicone  (que deve ser uma luva no polegar),  que imita com perfeição as digitais.

QUAL SERÁ O CUSTO ?  Seria interessante que o TRE /PR divulgasse qual é o custo desta mega operação de troca de título eleitoral de mais de um milhão de eleitores de Curitiba.

A PEDREIRA DE CURITIBA “É UMA PEDREIRA ! “

OBRA DE JAIME LERNER NA BERLINDA.  Uma das obras mais expressivas do ex-prefeito de Curitiba JAIME LERNER, é sem dúvida alguma a  “Opera de Arame”, localizada no bairo São Lourenço, numa antiga pedreira.  Foi palco de grandes espetáculos, inclusive internacional, com o famoso tenor JOSÉ CARRERAS. Até hoje é ponto de passagem obrigatória dos turistas que se maravilham com esta construção, que é por sí só, uma obra de  arte.

VIZINHANÇA  FECHOU.  Em face do grande movimento de carros e pessoas nos grandes espetáculos, os vizinhos da  Ópera de Arame, ingressaram na Justiça com pedido de encerramento dos espetáculos no local, o que foi um erro, pois a questão é tão somente do horário dos grandes espetáculos, o que poderia ser resolvido com a compreensão dos moradores e vizinhos ao local.

JAIME LERNER CRITICA.  Com razão, o ex-prefeito LERNER, está criticando a falta de entendimento entre os moradores e a Prefeitura de Curitiba.  Este local tem que voltar a ser palco de grandes apresentações, com ajuste de horários que agrade  também aos moradores.

SENADOR ALVARO DIAS É BOA ALTERNATIVA PARA O PSDB

ALVARO É O ÚNICO DESTAQUE DA OPOSIÇÃO NO CONGRESSO NACIONAL.  Quando todos esperavam que o senador AÉCIO NEVES (PSDB), fosse a maior expressão e expressão da oposição ao governo DILMA (PT), todos acabaram frustrados nesta esperança.  AÉCIO, andou fazendo bobagens  no Rio de Janeiro e o jornalista AMAURY RIBEIRO JR, com seu livro “Privataria Tucana” acabou de sepultar as esperanças das tucanos  no nome de AÉCIO NEVES, e também no nome do insistente tucano JOSÉ  SERRA, que também está em baixa dentro do PSDB e junto ao eleitorado.

DESTACA-SE ALVARO DIAS. Aos poucos, o senador ALVARO DIAS (PSDB), foi se firmando como o único oposicionista ao  “açambarcamento” do PT no Congresso Nacional, que cooptou gregos e troianos na “terra da fantasia”. 

ÚNICA VOZ DA OPOSIÇÃO.  Só  restou  a  “voz-protesto”  do senador  ALVARO DIAS na bancada do PSDB em Brasília, o qual,  por esta e por outras, deveria ser o indicado do PSDB como candidato a presidente da República, por merecimento e pela coragem no enfrentamento ao governo do PT.   Coragem esta não encontrada nem no  “ex-esperança”, AÉCIO NEVES  e tampouco no JOSÉ  SERRA, o qual foi um candidato  “quase -auxiliar”  da DILMA n aúltima campanha.

RAFAEL GRECA E SEU CARTÉL DE VOTOS

HISTÓRICO DE VOTOS DO PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DE CURITIBA RAFAEL GRECA (PMDB). A repórter Josianne Ritz, do Jonal do Estado (Curitiba) de 16/1/12, fez um levantamento histórico dos votos do pré-candidato a prefeito de Curitiba pelo PMDB, por indicação absoluta do senador ROBERTO REQUIÃO.  O  Sr.  RAFAEL  GRECA, hoje é assessor do senador Requião (PMDB), o qual, (dizem na Boca maldita de Curitiba), destruiu a carreira de GRECA, com graves acusações diretamente do “pulpito” do Senado Federal.   Foi seu antigo e virulento  carrasco.  Hoje é seu protetor empedernido.

O CARTÉL DE VOTOS .  O histórico do cartél de votos é  desde a sua primeira eleição a vereador em Curitiba.  Vejam o  “SOBE-DESCE”  DE VOTOS de GECA,  que foi do céu ao inferno.

– Em 1982 eleito vereador com 5.024  votos.  – Em 1986 eleito dep. estadual com 12.029 votos.  –  Em 1990 eleito dep. estadual com 16.792  votos. 

– Em 1992 eleito prefeito de Curitiba com  324.348 votos. OBS: Com ajuda primordial de JAIME LERNER.  Fui um dos coordenadores de GRECA nesta campanha.

–  Em 1998 eleito dep. federal com 226.554 votos.  – Em  2002 eleito dep. estadual com 51.921 votos.  –

– DERROTAS:  Em 2006  foi derrotado a  dep. estadual com 34.736 votos.   – Em 2010, foi derrotado  a dep. estadual com 29.867 votos.