Archive for 13 de Outubro, 2012

A OUTRA FACE DE MAURÍCIO FRUET – PAI DO CANDIDATO GUSTAVO FRUET

” A DEMAGOGIA IRRITA-ME “.

RELATO PARA RESGATE DA HISTÓRIA DE CURITIBA.

Durante o ano de 1983 e 1984 eu fui Diretor do IPTU na Prefeitura de Curitiba.  O prefeito era o pai de Gustavo Fruet – Sr. Maurício Fruet, o qual foi nomeado pelo então governador José Richa.  Nesta época não existia eleição para prefeito em Curitiba.

Logo que assumi esta diretoria descobri que existia uma grossa corrupção no cadastro dos contribuintes de IPTU de Curitiba, cuja corrupção gerava milhões e milhões de reais de prejuízo aos cofres da Prefeitura. 

Analisando o cadastro corrupto, percebi que os milionários de Curitiba eram os maiores beneficiados por este cadastro corrupto, já que eles eram proprietários de grandes áreas dentro da cidade e estavam cadastrados ilegalmente no seção de ITR – Imposto Territorial Rural, cujo cadastro é exclusivamente para áreas rurais, tais como fazendas, sítios e etc.

OS MILIONÁRIOS VIGARISTAS DA  POLÍTICA.  Estes vigaristas milionários da cidade, portanto, sonegavam deste modo milhões e milhões de recolhimento em impostos para o município de Curitiba.

Ao examinar a lista dos milionários corruptos de Curitiba, notei que lá estavam nomes muito conhecidos que ajudaram financeiramente e pessoalmente a campanha do PMDB para governador em 1982, e li os nomes de J.C., – o qual tinha, pasmem, uma área de 50 alqueires em pleno bairro do Capão Raso. Outro malandro milionário tinha,  uma área de uns 8 alqueires ao lado da via rápida – Pinheirinho/Centro.

O CADASTR-CORRUPTO .  A corrupção existente no cadastro era tão intensa, que cheguei a constatar a existência de uma mansão no Alto da Rua XV, sem registro no IPTU e inclusive, sem registro de projeto de construção na Secretaria do Urbanismo.

DAS PROVIDÊNCIAS LEGAIS

De imediato, após estas constatações, reuni meus auxiliares e determinei que fossem corrigidos os cadastros corruptos, colocando esses malandros milionários a pagar o imposto devido, para recuperarmos e corrigirmos o cadastro corrupto.

A REAÇÃO

Tão logo os corruptões tomaram conhecimento da minha determinação, todos correram ao Palácio Iguaçu e ao Gabinete do Maurício Fruet, para tentar impedir a minha correção no cadastro.  Foi uma correria com repercussões políticas graves, pois todos estes mandões de fato na Prefeitura pediram que o Maurício Fruet me demitisse. O que ele aceitou, atendendo o pedido dos milionários corruptos de Curitiba.

O BREQUE NA DEMISSÃO

Na época eu era presidente do diretório da 4 zona eleitoral do PMDB de Curitiba e para me manter no cargo, para o bem de Curitiba, convoquei meus colegas presidentes de outras zonais e fomos para cima do então prefeito Maurício Fruet, que já tinha aderido a ideia de demitir-me.  Fizemos uma reunião dramática com o Prefeito Maurício Fruet, colocando-o na parede, mostrando à ele que a minha demissão iria gerar uma revolta nos diretórios zonais de Curitiba.  Fruet ligou para José Richa e foram obrigados a recuar.

O PREÇO DA HONESTIDADE

Desde este fato, o meu nome foi queimado para alçar cargos importantes, tanto no governo do Estado quando na Prefeitura de Curitiba, já que o meu comportamento não condizia e não condiz com o modelo de corrupção de assola este país.

EPÍLOGO

Deste então, passei a ser isolado pelo Maurício Fruet e tive que reverter os lançamentos corretos de IPTU destas áreas que estavam gerando prejuízo para a Prefeitura, e então, o prefeito Maurício Fruet, teve a brilhante ideia “de dar um prazo de 5 anos” para que o registro de IPTU destas áreas fosse consumado, quando,na verdade, ele deveria determinar a correção imediata do Cadastro Corrupção, e não mantê-lo por mais 5 anos.  E deveria, sim, determinar o lançamento retroativo de 5 anos passados à partir do ano de 1983, conforme determina o Código Tributário Nacional.

RESGATE DA  HISTÓRIA.  Este é um depoimento para resgate da História da Prefeitura de Curitiba e do período do então prefeito Maurício Fruet, já que o seu filho Gustavo Fruet,candidato a prefeito de Curitiba, vem usando equivocadamente o nome do seu pai Maurício como um grande prefeito da cidade de Curitiba

Esses fatos fazem parte de uma correção de cadastro determinada por Maurício Fruet, cujos documentos se encontram nos arquivos e nos lançamentos da Diretoria atual do IPTU – (FRI), cujos fatos podem ser comprovados também por funcionários que ainda trabalham neste setor.

As. LINEU TOMASS