Archive for 4 de Novembro, 2012

CÚPULA DO PT NACIONAL DIVIDIDOS ?

ALA  ESTILO  LULA / ZÉ DIRCEU EM CHEQUE.  Li no blog do FABIO CAMPANA, e reprooduzo “ipsis literis”, para que não venham me encher o saco depois.  Reclamações ?  Dirijam-se ao F. CAMPANA.  Vejam como o PT caminha para dividir-se em duas alas.  A ala renovadora, e a ala conservadora (nas maracutais).  Vale o repique:

Dentro do PT, nem todos absolvem Lula e o partido

Sábado, 3 de Novembro de 2012 – 15:35 hs

De Rachel Duarte, foto de Ramiro Furquim

”  Se a direção nacional e gaúcha do PT tem uma avaliação de que as eleições municipais de 2012 foram apenas positivas pelo aumento do número de prefeituras em relação ao último pleito, um quadro de força política relevante do partido discorda. O ex-governador do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra (foto) disse em entrevista ao Sul21 que o processo eleitoral deve servir como lição sobre os rumos da identidade do PT.

“O PT tem mais se modificado do que modificado a sociedade. Este é um grande problema nosso. Estamos ficando iguais aos partidos tradicionais. Nós não nascemos para nos confirmarmos na institucionalidade e viver da barganha política”, critica. Para Olívio, a sigla que nasceu da luta dos trabalhadores e acumula tradição em formação política e diálogo com os movimentos sociais está se afastando de sua origem. “Não podemos ser o partido da conciliação de interesses. Temos que ser o partido da transformação social. Evidente que não sozinho, mas com alguns em que possamos apresentar projetos de campos populares democráticos”, diz.  “

FRASES MARCANTES DO OLIVIO:

 ” O PT TEM MAIS SE  MODIFICADO DO QUE MODIFICADO   A  SOCIEDADE .

 Não podemos ser o partido da conciliação de interesses.

 O processo eleitoral deve servir como lição sobre os rumos de identidade do PT “

Anúncios

LULA COMPLICADO ATÉ O PESCOÇO NOS ROLOS DO PT ?

TIRO DE BAZUCA FUROU BLINDAGEM DA CARCAÇA SUPER-AÇO DO LULA ?  Há muito tempo a Nação suspeitava que o ex-presidente LULA,  andou transitando  nos rolos do mensalão e nos demais rolos dos,  “etc. e etc”, incluisive  no caso CELSO  DANIEL do PT, prefeito assassinado sob sérias e graves suspeitas ainda nebulosas.   Lembro de uma declaração que li na mídia, onde o então poderoso chefe da Casa Civil dele, o famoso Zé Dirceu, teria dito que o LULA correu risco de ser cassado, logo após a explosão do caso MENSALÃO DO PT. 

O PLANO  BLINDA LULA.  A partir deste susto, o PT inteiro do país, montou o plano “blinda Lula” a qualquer custo, quando então armaram para o LULA, repetir mil vezes a frase, “eu não vi nada”, sobre o mensalão petista.  Até hoje, ninguém acreditou nesta frase de mil vezes do LULA, a qual passou a ser uma piada nacional.   Acho que nem os petistas entraram nesta.

A  BAZUCADA DO  “VALERIO-DUTO “.  A revista VEJA (é sempre a Veja), publicou nesta última edição, o que o “VALERIO-DUTO”, teria dito ao Ministério Público Federal, sobre envovimento de bandidos envolvidos no caso “CELSO DANIEL”, em esquema de chantagem (de grossa grana), junto ao LULA e ao paranaense GILBERTO CARVALHO.  Vejam o que publicou o site   “Jus Brasil”,  em 02/11/2012:

Em depoimento, Valério liga Lula à extorsão em Santo André, diz revista

SAO PAULO – Reportagem da revista “Veja” desta semana informa que o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza revelou em depoimento ao Ministério Público Federal ter detalhes envolvendo o PT no assassinato do prefeito de Santo André, Celso Daniel, em janeiro de 2002. Valério, apontado como o operador do mensalão, foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a mais de 40 anos de prisão por crimes cometidos no mensalão.

Segundo a reportagem, Valério disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, estavam sendo extorquidos por figuras ligadas ao crime de Santo André.

Ronan Maria Pinto, apontado pelo Ministério Público como integrante de um esquema de cobrança de propina na prefeitura, seria um dos suspeitos de chantagear Lula e Carvalho.

A revista diz que Valério foi procurado por petistas para pagar o dinheiro da chantagem, mas que ele teria se recusado. Segundo ele, quem teria ficado com a missão seria um amigo pessoal de Lula, que utilizou um banco não citado no mensalão.

O depoimento de Valério à Procuradoria foi dado na tentativa de conseguir uma delação premiada, mecanismo jurídico no qual alguém que é investigado pode se beneficiar colaborando com a Justiça.

Esse depoimento, segundo o jornal “O Estado de S. Paulo”, foi dado no fim de setembro. Nele, Valério teria citado Lula e o ex-ministro Antonio Palocci.

Segundo o jornal, o empresário mencionou outras remessas de recursos para o exterior, além das que foram feitas para o publicitário Duda Mendonça, que trabalhou na campanha de Lula em 2002 e foi absolvido pelo Supremo no processo do mensalão.

PT

A cúpula do PT procurou ontem desqualificar o novo depoimento que o empresário Marcos Valério teria prestado à Procuradoria-Geral da República sobre o esquema.

Saindo em defesa de Lula, os petistas disseram que Valério está tentando se livrar da pena imposta pelo STF e por isso não merece credibilidade.

O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, disse duvidar que Valério tenha algo a acrescentar ao que já foi dito no julgamento do mensalão e ironizou o novo depoimento: “Se eu fosse condenado a 40 anos de prisão também estaria me mexendo”.

“O SEGREDO DO IMPERADOR” E A JORNALISTA VANIA M. WELTE

ARTIGO DE  RHODRIGO DEDA.  Recebi da jornalista VANIA MARA WELTE, um comentário sobre o artido do RHODRIGO  DEDA,  “O Segredo do Imperador”, publicado na Gazeta do povo de 02/11/2012, cujo comentário se explica por si só. Vejam:

“O Segredo do Imperador”

De:  VANIA  MARA WELTE

Curitiba, 02 de novembro de 2012

Caro Rhodrigo Deda!

Parabéns pelo seu excelente artigo “O Segredo do Imperador”,  veiculado no Jornal Gazeta do Povo desta sexta-feira, 02.11.2012. Você está coberto de razão, nada como vivenciar o sofrimento do povo para compreender melhor este povo.

Pois, gostaria de dizer, Rhodrigo,  foi exatamente desta maneira que procedeu  Ratinho Junior ao ter o seu nome indicado pelo seu partido, o PSC, para ser o candidato à Prefeitura de Curitiba, ainda em 2011. Em fins de semana, de dia e de noite, ele visitou os bairros da cidade, para ver o dia-a-dia das pessoas. Subiu e desceu morros, amassou barro, engoliu pó, tomou chuva, suou, caminhou por quilômetros e quilômetros de norte a sul e de leste a oeste desta cidade. Viu, ouviu e conheceu belas e tristes histórias de vida, de dificuldades e também de exemplos de superação. Abraçou e foi abraçado, beijou e foi beijado, sorriu, gargalhou, se emocionou e chorou ao se deparar com tanto sofrimento e desolação, em especial diante de vítimas das drogas, do crack.

E com base em tudo o que viu e ouviu que foi forjado o seu Plano de Governo. Do povo e para o povo, sob a formatação de técnicos, especialistas, e ajustado ao orçamento municipal.

Sim, meu caro amigo Rhodrigo Deda, “vivenciar a experiência cotidiana dos problemas da cidade tem um efeito transformador”. Ratinho Junior não se elegeu prefeito de Curitiba. Mas ele é muito jovem, 31 anos, e tem um futuro promissor. Além disto, muitas das crianças e adolescentes, que demonstraram, nesta campanha eleitoral, total admiração ao jovem político, são seus futuros eleitores e  esperança de mais votos a Ratinho Junior.

Sim, Rhodrigo Deda, é impossível ignorar que Ratinho Junior sai politicamente fortalecido deste embate eleitoral porque se tornou uma das mais importantes lideranças e não poderá ser deixado de lado por ninguém. E, mais ainda, Ratinho Junior sai mais amadurecido e transformado pelo sofrimento alheio e pela demonstração de tanto amor e carinho dessas pessoas, onde ele mesmo se reconheceu. E vice-versa. Candidato e povo se viram refletidos, um no outro. Daí tanta empatia, emoção e comprometimento mútuo.

Há um novo e mais forte político no Paraná e no País: Ratinho Junior, pois não há derrota e nem vitória sem humildade e paz. E já, no dia seguinte ao resultado das urnas, ele demonstrou, publicamente, ter este conhecimento, esta responsabilidade e sabedoria.

Você está coberto de razão e lucidez em seu artigo, Rhodrigo Deda.  

Vania Mara Welte
Jornalista