Archive for 19 de Fevereiro, 2013

T.R.E. DE SÃO PAULO TORRA GRANA DO POVÃO………É UM FESTÃO…….

”  VEJAM COMO TORRAM TUA GRANA NO SERVIÇO PÚBLICO…..  “

AGREGADOS  DA “CASA GRANDE”  RECEBEM  DOAÇÃO  DE  TUA GRANA .  Este é mais um exemplo vivo, material, de como se transfere a renda dos trabalhadores do país (que sustentama a tudo e a todos), de modo acintoso, sorrateiro, malandro e ilegal, o que só aumenta o fosso entre os salários dos  privilegiados servidores públicos, “agregados da Casa Grande ” (no caso), com os desgraçados dos trabalhadores filiados ao INSS,  que vivem das migalhas dos parcos salários , e que SUSTENTAM TODA ESSA GENTE.  A denúncia é do jornal “Estadão” de 18/2/13.  Vejam mais esta barbaridade :

No último mês de 2012, TRE paulista paga R$ 5,3 milhões para 41 servidores

Fausto Macedo e Fernando Gallo, de O Estado de S.Paulo

”  O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo abriu os cofres e pagou R$ 5,34 milhões a um grupo de 41 servidores – todos funcionários administrativos – em dezembro de 2012. O mais bem aquinhoado, Dogival dos Santos Hipólito, secretário judiciário, levou de uma só vez R$ 300.089,55 a título de Vantagem Pessoal Nominalmente Identificada (VPNI). Os dados estão disponíveis no site do tribunal.

O TRE informou que a verba de fim de ano – liberada a toque de caixa enquanto cresce a fila de precatórios – teve respaldo em acórdão da própria corte, relatado em votação unânime no dia 8 de novembro.

O tribunal alega que a VPNI foi paga a servidores efetivos que exerceram funções comissionadas entre 1998 e 2001. Pelo exercício do cargo de confiança, teriam direito a uma gratificação denominada quinto. A cada ano no exercício da função, eles fariam jus à incorporação, em seus subsídios, de uma quinta parte do adicional. Os servidores agora contemplados com os R$ 5,34 milhões – valor corrigido com juros de mora – alegaram não ter recebido a VPNI, e por isso a pleitearam perante o próprio tribunal (leia abaixo)……………

…………….A corte decidiu pagá-los mesmo sem que o Supremo Tribunal Federal (STF) tenha pacificado um entendimento sobre a legalidade do pagamento dessa verba, contestada judicialmente pela Advocacia-Geral da União…………………

OS BAFEJADOS PELA MANOBRA ILEGAL.  Vejam a “graninha” e os nomes dos  “protegidos” , cuja  “graninha”  não é para se botar defeito:

”  Os dez primeiros da lista embolsaram quantias acima de R$ 200 mil. Juntos, eles receberam R$ 2,35 milhões, ou quase a metade do montante recebido por todo o elenco de funcionários. Entre os 41 agraciados estão oito servidores inativos, que receberam ao todo R$ 664.890,76. Entre eles, o que recebeu mais viu entrar em sua conta um total de R$ 105.104,20.

Ranking. Todos os 41 servidores são funcionários de carreira. Alguns ocupam cargos de confiança. Cláudia Cistolo Pereira Pinto, chefe de cartório da 258.ª zona eleitoral (Indianópolis) embolsou R$ 292.264. É a segunda do ranking. A terceira, Simone Ursulino Figueiredo Brancalhão, chefe de cartório da 4.ª zona eleitoral (Mooca), recebeu R$ 253.244 – em novembro, ela havia recebido R$ 23.418 e, em outubro, R$ 10.421,52.

O quarto colocado da lista é Willians Arrais Dutra, chefe de cartório da 249.ª zona eleitoral (Santana), que ganhou R$ 245.170 – em outubro, ele recebeu R$ 7.925,15. Em seguida aparece Elaine Aparecida Barbosa de Souza Dias, funcionária da assessoria de Planejamento, com R$ 224.229. Em novembro ela havia recebido R$ 18.151, e, em outubro, R$ 10.148,08.

A secretária de Administração de Material, Rhodes Moraes Lambert, ficou com R$ 206.683,25, enquanto a diretora-geral do TRE, Jade Almeida Prometti, recebeu R$ 142. 582.

Entre os servidores do tribunal que não ganharam nenhuma verba eventual, o comentário geral é que os contemplados receberam “valores lotéricos”.  “

Anúncios

BOECHAT DECEPCIONADO COM A EX-SENADORA MARINA E SEU PARTIDO…. “REDE”….

COMENTÁRIO DO JORNALISTA BOECHAT.   Nesta segunda feira – 18/2/13,  o BOECHAT fez uma crítica azeda na Band News, contra a ex-senadora MARINA SILVA (ex-PT e ex-PV).  Disse o BOECHAT, que entrevistou a MARINA quando ela era candidata a presidente da República, ocasião em que ele lhe perguntou se ela tinha como meta o combate a corrupção.  A resposta da MARINA foi na base do escapismo e deixou claro que a questão da corrupção não seria uma prioridade em suas metasde governo.  BOECHAT, declarou que ficou decepcionado com a postura da MARINA, e classifcou ela e seu novo partido  o  “REDE”…..  como mais um partido destes que estão por  aí……com ares de nehuma mudança e muita conivência com a corrupção……