Archive for 15 de Julho, 2013

PROF. UFRJ DEFINE ESTILO DE GOVERNO DO PT….

“(modelo liberal periférico)…………….teria se agravado nos governos petistas de Lula e Dilma devido a uma política econômica equivocada e a um sistema político corrupto e clientelista….”

ESTÁ NO  BLOG DO MERVAL PEREIRA.  O MERVAL é comentarista da Rádio CBN e registrou em seu blog,  e muito bem, o estilo atrasado adotado pelo PT no gerenciamento do país, definido pelo professor de economia REINALDO GONÇALVES, da UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro :

Modelo falido

Merval Pereira 14.07.2013 08h54m

O economista Reinaldo Gonçalves, professor da UFRJ, é um crítico permanente do modelo de desenvolvimento adotado nos últimos 20 anos no país, que denomina Modelo Liberal Periférico, que na sua visão teria se agravado nos governos petistas de Lula e Dilma devido a uma política econômica equivocada e a um sistema político corrupto e clientelista

Em seu recente trabalho “Déficit de governança e crise de legitimidade do Estado no Brasil”, Gonçalves analisa os protestos realizados no país em junho e, ao contrário da leitura predominante, atribui as suas causas não à insatisfação com as questões de mobilidade urbana, mas “a uma crise sistêmica que tem raízes estruturais e abarca graves problemas de governança e de legitimidade do Estado”.

Ele considera “um equívoco” a exagerada a ênfase dada por pensadores de esquerda à influência do “inferno urbano” brasileiro nos protestos populares, pois “além de negligenciar as raízes estruturais da crise, este enfoque desconhece o papel dos catalisadores que são fenômeno recente e estão associados aos governos petistas (e seus aliados)”.

Esses “catalisadores” implicariam um país “invertebrado”, com a perda de legitimidade do Estado (executivo, legislativo e judiciário) e das instituições representativas da sociedade civil (partidos políticos, centrais sindicais e estudantis, organizações não-governamentais, etc.). “Trata-se de um social-liberalismo corrompido por patrimonialismo, clientelismo e corrupção e garantido pelo invertebramento e fragilidade da sociedade civil”, diz Gonçalves. ” ……………………………………………………………………………………………………………………………….

Anúncios