Archive for Dezembro, 2014

COMO ESTÃO OS QUARTÉIS NO PAÍS ?

DO SITE  “FOLHA DIFERENCIADA”……Li este texto abaixo neste site….Vejam…..

General já fala em “eventual intervenção militar”; democratas não vão reagir?

55

Reproduzimos artigo de general que pede apoio civil a uma intervenção militar. Trata-se de clara incitação ao golpe, um ataque frontal à Democracia:

“Não basta pedir uma atitude dos militares, é preciso que os civis esclarecidos e convencidos do perigo ostentem massivamente suas posições e opiniões e que contribuam para magnetizar a agulha que definirá o novo rumo a ser tomado”.

Cinquenta anos depois, a pregação autoritária se espalha pelas redes sociais. E não são apenas generais que defendem o golpe. É preciso reagir. (Rodrigo Vianna)
Na causa da democracia, quem está dispensado?

por general de brigada Paulo Chagas, na página da Revista Sociedade Militar

A debacle da Suprema Corte, desmoralizada por arranjos tortuosos que transformaram criminosos em vítimas da própria Justiça, compromete a crença dos brasileiros nas instituições republicanas e se soma às muitas razões que fazem com que, com frequência e veemência cada vez maior, os Generais sejam instados a intervir na vida nacional para dar outro rumo ao movimento que, cristalinamente, está comprometendo o futuro do Brasil.

Os militares em reserva se têm somado aos civis que enxergam em uma atitude das Forças Armadas a tábua da salvação para a Pátria ameaçada, quando não são eles próprios os alvos do clamor daqueles que já identificam nas imagens dramáticas da capital venezuelana a cor fúnebre do nosso destino.

Ao exercerem seu direito legal de opinar e criticar, os militares da reserva diferem entre si na forma, na intensidade e na oportunidade de uma eventual intervenção militar que venha a dissuadir as pretensões mais ousadas dos dissimulados adeptos da versão “bolivariana” do comunismo de sempre, todavia, são coincidentes e uníssonos no rebatimento de acusações mentirosas que, divulgadas de forma criminosa, visam a criar na sociedade o receio de ter os militares como fiadores da democracia.

Entre os civis esclarecidos é fácil perceber a confiança no discernimento e no patriotismo dos soldados. Todos querem que os Generais “façam alguma coisa”, mas ainda são poucos os que se dispõem a fazer o que está ao seu alcance. Poucos são os que adotam atitudes concretas e manifestam-se pública, individual e coletivamente, em defesa dos governos militares, escrevendo para os jornais ou protestando contra a hipocrisia e as más intensões das “comissões da verdade”.

No momento atual, a causa da democracia não dispensa o concurso de ninguém. Seria portanto uma importante contribuição se todos os civis que têm as Forças Armadas como última razão da liberdade e a garantia dos fundamentos constitucionais pusessem suas opiniões a público, em artigos, manifestações, textos, “cartas do leitor” e outros recursos do gênero e não apenas em comentários restritos à leitura dos poucos profissionais da mídia que ainda ousam remar contra a correnteza ou dos escribas de mídias sociais que, mesmo comprometidos com a causa, têm apenas seu limitado e débil sopro para tentar enfunar as velas da embarcação.

A opinião pública está dispersa, contudo não é difícil identificar o que rejeita. Também não é fácil definir com quem está e o que quer. Falta-lhe um “norte confiável”. As pessoas de bem, informadas, estão com medo do futuro, acuadas até para reagir e para manifestarem-se pacificamente. Não basta, portanto, pedir uma atitude dos militares, é preciso que os civis esclarecidos e convencidos do perigo ostentem massivamente suas posições e opiniões e que contribuam para magnetizar a agulha que definirá o novo rumo a ser tomado.

As “Marchas da Família com Deus Pela Liberdade”, programadas para o mês que se inicia, são um bom começo para esta soma de esforços e para reafirmar o que, há cinquenta anos, fez com que o Brasil fosse visto e admirado como a “Nação que salvou a si própria”!

PSDB PEDE CASSAÇÃO DA DILMA E POSSE DE AÉCIO…..

AGORA É PRA  VALER….. O PSDB pediu a cassação da presidente DILMA do PT. A publicação é do UOL…Vejam os detalhes……..

PSDB pede cassação de Dilma e diplomação de Aécio como presidente

Do UOL, em Brasília e em São Paulo

18/12/201419h05 > Atualizada 18/12/201419h52

95648,7 mil
Ouvir texto

Minutos antes do início da cerimônia de diplomação de Dilma Rousseff (PT), o PSDB pediu nesta quinta-feira (18) ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a cassação do registro de candidatura da presidente reeleita e do vice, Michel Temer (PMDB).

Além disso, os tucanos solicitaram que o tribunal diplome Aécio Neves e Aloysio Nunes para os cargos de presidente e vice-presidente da República, respectivamente.

Segundo os oposicionistas, Dilma deve perder a Presidência porque fez uso da máquina administrativa e praticou abuso do poder econômico durante a campanha. Para o partido, estas supostas práticas “comprometeram a legitimidade das eleições”.

TRATAMENTO DISCRIMINATÓRIO NO PAÍS……..VOCÊ É DA CASA GRANDE OU DA SENZALA ?

ARROCHO AOS POBRES……FROUXIDÃO AOS PODEROSOS…..  Neste país, é assim.  A Receita Federal arrocha todos os anos as declarações de renda do povão, e exige acerto milimétrico de centavos….Já aos poderosos, que enriquecem ilicitamente, como foi o caso dos 10 bilhões que o  doleiro  YOUSSEF manobrou para fora do país na corrupção da Petrobras,  o COAF (órgão da REceita Fedral), nunca desconfiou de nada, embora a grana jorrasse pelos bancos do país com entrega de propina de milhões no sistema porta a porta (delivery) ……Vejam este exemplo  que mostra o sofrimento na Receita Federal, de um gajo….um reles mortal da Senzala, que enaltece o nome do país no exterior em campeonatos de surf, o jovem campeão ADRIANO DE SOUZA………..(Do site  R 7 – ESPORTES)

Receita Federal apreende troféu de surfista brasileiro, que faz apelo a Dilma

Adriano de Souza utilizou o Facebook para fazer um desabafo e pedir para que lhe entreguem o prêmio

Do R
MineirinhoReprodução / Facebook

Mineirinho é considerado o melhor surfista brasileiro da atualidade

O surfista Adriano de Souza, conhecido como Mineirinho, utilizou o Facebook, nesta quinta-feira (8), para fazer um desabafo contra a apreensão de um de seus troféus pela Polícia Federal.

Campeão da etapa de Jeffreys Bay, na África do Sul, do Campeonato Mundial de Surf, o atleta teve o seu troféu apreendido pela Receita Federal, que justificou que a taça seria utilizada como exposição.

Inconformado com essa atitude, Mineirinho fez um apelo à presidente Dilma para que seu problema fosse resolvido.

(A CARTA APELO);

Confira o desabafo na íntegra:

“Caríssima Presidenta Dilma,
Venho através deste desabafo, fazer apenas uma pergunta. Porque?
Sou brasileiro, honro a bandeira mundo afora e sou conhecido hoje, como o melhor brasileiro na modalidade do Surf. Milhões de Brasileiros acompanham o meu esporte, praticam e vibram com a cena desta foto, mas infelizmente a Receita Federal Brasileira prendeu meu troféu de campeão desse campeonato em Jeffreys Bay, na África do Sul, alegando que eu usaria como EXPOSIÇÃO.

Com o pouco tempo que tenho aqui no Brasil, entre uma viagem e outra que faço para competir, dou o meu máximo para resolver este problema que parece não ter mais solução.

Já enviei diversos tipos de documentos e cópias, mas continuam me pedindo outros milhares. Estou Cansado. Há mais de três meses venho tendo essa dificuldade para pegar meu troféu, e sonhando com ele todos os dias na minha casa.

E eu pergunto Presidenta Dilma, PORQUE? Viajo muito e trabalho o ano inteiro em busca de títulos para o Brasil, para honrar a nossa bandeira, e quando isso acontece, o próprio Brasil me impede de ter em mãos o MEU TROFÉU?

Aqui então, venho encarecidamente fazer o meu pedido de ajuda.
Atenciosamente,
Adriano de Souza”

“VITIMAS DO INSS” ACUSAM LULA E DESAFIAM A JUSTIÇA E O CONGRESSO NACIONAL……

A DENÚNCIA RECLAMAÇÃO CONTRA O SILÊNCIO DO LULA, DA JUSTIÇA E DO CONGRESSO NACIONAL.  Esta li no site ” VÍTIMAS DO INSS”…..Transcrevo direto sem comentários….Julguem vocês….

domingo, 28 de dezembro de 2014

O milionário Luiz Inácio não pode negar mais nada

ESTA CERTO QUE ESTA TUDO DOMINADO, MAS A GRANDE MAIORIA DO POVO É HONESTO E OS MILITARES JURARAM DEFENDER A PÁTRIA E AQUI MORA SEUS ENTES QUERIDOS E AMIGOS!, NÃO TEM COMO NEGAR, O BRASIL ESTA NAS MÃOS DE UMA QUADRILHA DO CRIME ORGANIZADO E O POVO TEM DE SE LIVRAR DELES!.
 
VAI ESCUTANDO…..

O MUNDO ASSISTE À CONFIRMAÇÃO DE TODAS AS SUAS SUSPEITAS. O GOVERNO BRASILEIRO É REFÉM DE UMA QUADRILHA DE LADRÕES E ASSASSINOS, QUE, TRAVESTIDOS DE ESQUERDISTAS SÓCIO COMUNISTAS, ESTÃO MESMO É DILAPIDANDO O PATRIMÔNIO ECONÔMICO E MORAL DE NOSSA NAÇÃO! SENHORES PARLAMENTARES! É CHEGADA A HORA “H”! VOCÊS DECIDEM! OU ENTRAM PARA A HISTÓRIA COMO BRAVOS SALVADORES DA PÁTRIA OU COMO FANTOCHES COVARDES CORROMPIDOS PELA E PARA A PERMANÊNCIA DESSES BASTARDOS QUE DESTRUÍRAM O NOSSO PAÍS, NOS ÚLTIMOS DOZE ANOS!
 
 
O milionário Luiz Inácio não pode negar mais nada
Em depoimento à PGR, Valério envolve Lula no mensalão, diz jornal
Operador do mensalão tenta obter proteção e redução de pena.
Procuradoria da República não decidiu se abre nova investigação.
Marcos Valério, apontado como operador do mensalão e condenado a mais de 40 anos de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), disse, em depoimento à Procuradoria-Geral da República prestado em setembro, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva autorizou empréstimos dos bancos Rural e BMG para o PT com objetivo de viabilizar o esquema, segundo reportagem na edição desta terça-feira (11) do jornal “O Estado de S. Paulo”.
Conforme a publicação, o dinheiro também foi usado para pagamento de “despesas pessoais” de Lula. O PT negou, segundo o jornal, ter arcado com os honorários do advogado do Marcos Valério, segundo informou o jornal.
O Instituto Lula informou ao G1 que ele não pretende se manifestar sobre a reportagem. Mas, segundo a assessoria do instituto, se mudar de ideia, Lula se manifestará por meio de nota oficial.
O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, disse nesta terça, por meio de sua assessoria de imprensa, que não vai se pronunciar sobre o assunto até o final do julgamento do mensalão pelo STF. A PGR já havia informado que novas informações repassadas por Marcos Valério não seriam incluídas na ação do mensalão, mas sim poderiam abrir um novo processo em primeira instância, por exemplo.
A oposição no Congresso cobrou explicações e investigação do suposto envolvimento de Lula.
Segundo o jornal, o depoimento de Valério foi enviado ao STF, mas os ministros receberam as informações com cautela e alertaram que as declarações não mudam o julgamento do mensalão, que se encontra em fase final.

JURISTAS CONDENAM PROJETO DA LEI DO “FEMINICÍDIO”….

NOVA LEI DO ” FEMINICÍDIO  ENFRENTA  OPOSIÇÃO DE JURISTAS PENALISTAS.  Em artigo com citações de ordem legal e posição da ONU, o site  Consultor Jurídico  publicou artigo  do penalista  Isaac Yarochewsky…..Vejam  a lúcida  análise ……..

Feminicídio é retrocesso na busca pela igualdade e no combate à discriminação Salvar • 53 comentários • Imprimir • Reportar
Publicado por Consultor Jurídico – 1 dia atrás

 Por Leonardo Isaac Yarochewsky

“A violência contra as mulheres é uma manifestação de relações de poder historicamente desiguais entre homens e mulheres que conduziram à dominação e à discriminação contra as mulheres pelos homens e impedem o pleno avanço das mulheres…” (Declaração sobre a Eliminação da Violência contra as Mulheres, Resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas, dezembro de 1993).

No último dia 18 de dezembro o Plenário do Senado aprovou a inclusão do feminicídio no Código Penal como circunstância qualificadora do crime de homicídio (PLS 292/2013). Agora, o projeto seguirá para votação na Câmara dos Deputados.

De acordo com o projeto, o feminicídio passa a ser uma das formas de homicídio qualificado. O crime é definido como o homicídio praticado contra a mulher por razões de gênero, quando houver violência doméstica ou familiar, violência sexual, mutilação da vítima ou emprego de tortura. A pena definida pelo Código Penal é de 12 a 30 anos de reclusão.

Não resta dúvida que ao longo da história e até nos dias atuais as mulheres sofrem preconceitos em todos os níveis. Também é certo que a violência contra mulher é um dos males que assolam e desafiam a sociedade em todo mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 35% das mulheres no mundo foram vítimas de violência física ou sexual em 2013. Em alguns países, essa realidade atinge 70% da população feminina.

Não se pode ignorar o fato de que no Brasil 77% das mulheres em situação de violência sofrem agressões semanal ou diariamente, conforme revelaram os dados dos atendimentos realizados de janeiro a junho de 2014 pela Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR).

Nos primeiros seis meses do ano, o Ligue 180 fez 265.351 atendimentos, sendo que as denúncias de violência corresponderam a 11% dos registros, ou seja, foram reportados 30.625 casos. Em 94% deles, o autor da agressão foi o parceiro, ex ou um familiar da vítima. Os dados mostram ainda que violência doméstica também atinge os filhos com frequência: em 64,50% os filhos presenciaram a violência e, em outros 17,73%, além de presenciar, também sofreram agressões.

Para a Nadine Gasman, representante do escritório da ONU Mulheres no Brasil, “o que determina a violência contra as mulheres é precisamente a questão cultural do machismo. Essa ideia de que homens e mulheres não são iguais”.

E é justamente neste ponto que reside um dos problemas do referido projeto. Ao tratar de forma diferenciada a mulher — punindo com mais severidade o homicídio praticado contra a mesma —, numa clara demonstração de discriminação em que a mulher é, em uma visão paternalista, disposta como o sexo frágil, o projeto, também, viola o princípio constitucional da igualdade entre pessoas do mesmo sexo.

Apesar de ser compreensível e até louvável toda a preocupação em combater e reduzir a violência contra a mulher, a aprovação do referido projeto representa um retrocesso na busca pela igualdade e no próprio combate à discriminação, quer seja por sexo, cor ou religião.

Com bem salienta a doutora Nadine Gasmanm, as “Mulheres são pessoas livres e iguais em dignidade e em direitos, donas de seus corpos e de suas expressões e merecem respeito, em toda e qualquer condição. Ao ser signatário de acordos internacionais como a Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres (CEDAW), a Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher e a Plataforma de Ação de Pequim, o Brasil tem como compromisso trabalhar para que a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres se manifeste em números e na prática”.

O tipo penal de homicídio previsto no artigo 121 do Código Penal diz: “matar alguém”. Trata-se de crime contra a pessoa no qual o bem jurídico é a vida humana. Sujeito passivo é todo e qualquer ser humano nascido com vida; “alguém”, qualquer pessoa indistintamente, independente de sexo, cor, religião, etc.

Ao tratar o homicídio perpetrado contra mulher (feminicídio) mais severamente do que o cometido contra o homem, o projeto está dizendo que a vida da mulher vale mais que a do homem. Está tratando bens jurídicos idênticos (vida humana) de maneira desigual. Isto, além de violar a Constituição, pode se transformar em perigosa e odiosa forma de discriminação. No futuro próximo, por razões diferentes, mas semelhantes, os negros, apenas para citar uma hipótese, podem lutar a fim de que os homicídios cometidos contra eles passem a ter, também, uma punição mais rigorosa, afinal os negros estão entre as principais vítimas de homicídio, inclusive praticados por policiais. A maioria dos homicídios que ocorrem no Brasil atinge pessoas jovens: do total de vítimas em 2010, cerca de 50% tinham entre 15 e 29 anos. Desses, 75% são negros. O Mapa da Violência 2013 aponta que entre 2002 e 2011 morreram 50.903 jovens brancos e 122.570 jovens negros, uma diferença de aproximadamente 150%.

Não é despiciendo lembrar que o Código Penal brasileiro já prevê diversas qualificadoras para o homicídio que elevam a pena cominada (pena in abstrato) para 12 anos a 30 anos de reclusão. Assim, caso um homem mate uma mulher por motivo fútil ou torpe, por exemplo, estará sujeito a pena mais severa se assim for reconhecida a qualificadora. O que não pode e não deve ser feito é qualificar o crime por razões de gênero, sexo, cor, religião, etc. Prevê, ainda, o Código Penal a agravante da pena quando o crime é perpetrado contra cônjuge.

Por tudo, razão assiste a Maria Lúcia Karam quando salienta que “a criação de novos tipos penais ou a maior severidade da repressão penal em relação a violências praticadas contra a mulher em nada podem contribuir para o reconhecimento e garantia de seus direitos, tampouco trazendo qualquer contribuição para que se avance na concretização da igualdade entre homens e mulheres e na construção de uma nova forma de convivência entre os sexos”. Ao final conclui Karam: “o reconhecimento e a garantia dos direitos da mulher não irão encontrar na reação punitiva um instrumento adequado para sua realização”.

* Dedico este artigo ao Professor Doutor Juarez Tavares um dos maiores e melhores penalista das Américas. Humanista e progressista que representa a luta pelo direito justo, democrático e garantista.

PT DA DILMA VAI PRIVATIZAR A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL ? PT ENTRA NA PRIVATARIA ?

A  presidente DILMA,  está PERDIDA NO CIPOAL DOS PROGRAMAS  “MEGA – SOCIAIS ” DO PT.  É  parece que começou a cair a ficha  da DILMA- PT,  quando nestes 4 anos de crise de seu governo, ela se convenceu de que NÃO EXISTE ALMOÇO GRÁTIS…..Os mega projetos sociais do PT  (cestas básicas etc),  os subsídios que ela deu no período forte da crise Europeia para sustentar  uma falsa economia forte do Brasil (quando baixou IPI etc), as mega corrupções com preços hiper faturados nas obras da Perobras , usinas etc.  nos custou muito caro.   E…. agora veio a hora da “onça beber água”….. chegou a de pagar a  conta do “almoço grátis”…… é….mas ela tem grana……Ocorre que a DILMA está dura….não tem grana e precisa de grana…o que fazer ? ?  Mais “filipetas ” com juros abusivos aos bancos do país ?

COMEÇO DA PRIVATIZAÇÃO DA CAIXA  ECONÔMICA ?  Pelas notícias que rodaram neste natal, a DILMA divulga que vai privatizar ações da  CEF, para levantar uma “graninha”, mesmo que isto lhe custe caro junto aos petistas empedernidos , e junto ao senador REQUIÃO, um fanático  anti  NEO LIBERALISMO…   Assim a petezada perde em definitivo PÉRDE o discurso estatizante, o que coloca o PT no colo do  NEOLIBERALISMO,  odiado pelos mais  fanáticos militantes do PT…  Esta seria uma da fontes de receita da DILMA, PARA COBRIR OS GASTOS COM O “ALMOÇO GRÁTIS ” QUE ELA PAGOU ONTEM…..COM O SACRIFÍCIOS DOS ESTADOS E DAS PREFEITURAS… A DILMA chegou ao exagero de “cantar de galo”, dando uma de “cientista da economia mundial”,,,,,,quando criticou os governantes europeus, por não  “terem” a capacidade e a inteligência dela, para gerir as finanças de seus países….Vejam esta nota que li no site do F. Campana….

Dilma quer privatizar
a Caixa para levantar fundos

caixa8
O governo pretende levantar de R$ 15 bilhões a R$ 20 bilhões até 2016 com a abertura de capital da Caixa Econômica Federal, apontam estudos. Os números foram divulgados nesta terça-feira 23 em reportagem do Valor Econômico.

O valor seria captado com uma venda de uma fatia entre 20% e 25% do banco federal, segundo fontes. A ideia da abertura de capital da Caixa é da época em que Antônio Palocci era ministro da Fazenda, ficou em banho maria e ganhou força nos últimos meses.

OBS:  COINCIDÊNCIA OU NÃO, NA FOTO ACIMA , AS DUAS MULHERES PARECEM SER A DILMA E A SENADORA GLEISI HOFFMANN – PT….ENTRANDO NUMA AGÊNCIA DA CEF…( ? ? )

CONTROLADORIA GERAL DA UNIÃO – CGU…. PROVA QUE HOUVE CORRUPÇÃO NA COMPRA DA REFINARIA PASADENA (TEXAS)….APERTA-SE O CERCO CONTRA A DILMA ?

AOS POUCOS A DILMA (PT) VAI SE COMPLICANDO.  Vejam esta nota sobre a compra fajuta da refinaria PASADENA – TEXAS – que a DILMA (PT) autorizou…….(Do site – Jornal News)

REVELAÇÃO INCRÍVEL SOBRE A INVESTIGAÇÃO DO PETROLÃO!

A Controladoria-Geral da União (CGU) concluiu, nesta terça-feira (16), o relatório de auditoria relativo à compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), pela Petrobras. O trabalho da Controladoria registra que a aquisição da refinaria foi realizada por um valor superior àquele considerado justo, se levado em conta o estado em que Pasadena se encontrava à época (a chamada “condição As Is”). A auditoria da CGU aponta que o valor pago a mais foi de US$ 659,4 milhões.

A compra da refinaria foi feita em duas fases: os primeiros 50%, em 2006, e os 50% remanescentes, em 2008. Em relação à primeira metade, o relatório da Controladoria concluiu que a aquisição foi amparada em Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE), feito pela estatal, que não considerou todas as premissas aplicáveis ao negócio; essas, se consideradas, resultariam na redução do valor máximo aceitável para a compra.

Ainda em relação aos 50% iniciais, a CGU identificou que a argumentação usada para a aceitação de um valor superestimado foi fundamentada na potencial rentabilidade do empreendimento e não no valor dos ativos no estado em que se encontravam. Outro ponto observado pela equipe da Controladoria foi que a Petrobras, na condição de compradora, deveria e poderia ter buscado, nas negociações, entre os diversos cenários montados pela consultoria (Muse Stancil), o que mais a favorecesse e não o pior deles, como ocorreu. Desse modo, favoreceu-se a empresa belga Astra Oil – então proprietária de Pasadena – em detrimento da Petrobras.

O Relatório da CGU registra que a avaliação feita pela Muse Stancil sequer foi informada no documento que deu suporte à decisão dos órgãos colegiados – Diretoria  e Conselho de Administração (DIP INTER-DN 20/2006). Pelo contrário, o referido documento informou que a avaliação dos ativos fora feita pelo Citigroup, em sua Fairness Opinion, o que não foi confirmado pelas evidências apuradas pela equipe de auditoria.

O trabalho da CGU registra, também, que os instrumentos que formalizaram a aquisição da refinaria de Pasadena continham cláusulas contratuais, que, quando conjugadas ao direito de venda conferido à Astra (put option), tornavam a relação negocial desvantajosa para a estatal brasileira. O relatório aponta a existência de cláusulas contratuais favoráveis à Astra, sem compensar de forma justa a Petrobras, e sem dividir os riscos do negócio de forma equânime.

Essas cláusulas permitiram a utilização de um dispositivo contratual que forçou a compra dos 50% remanescentes das ações pela Petrobras, mesmo sem ter havido a necessária  autorização do Conselho de Administração para essa segunda etapa da aquisição. Nesse particular, a equipe da CGU aponta o que pode ser forte indício de manobra para forçar a aquisição dos restantes 50%: o exercício do direito de impor sua decisão (right to override), exatamente no dia anterior (19/06/2008) àquele em que estava prevista reunião do Conselho (20/06/2008). Isso proporcionou à Astra exercer, em contrapartida, sua faculdade de obrigar a Petrobras a consumar aquela aquisição (put option).