SENADOR RENAN CALHEIROS SUTILMENTE QUER DETONAR INVESTIGACÕES SÉRIAS DAS AUTORIDADES NO PAÍS….PROJETO ENGAVETADO PROTEGE CORRUPTOS…..

 PROJETO DE LEI INIBE AUTORIDADES DO ESTADO NAS INVESTIGAÇÕES CONTRA OS CORRUPTOS DO PAÍS…RENAN CALHEIROS, senador atolado até o pescoço em três processo no STF (Supremo), quer  aprovar lei que vai inibir que as autoridades do país tenham a liberdade de investigar e denunciar os pulhas e ladrões da grana pública do país….Vejam a malandragem sutil do RENAN que diz que a lei é para proteger a INTEGRIDADE DOS INVESTIGADOS ….Pode isto ?  Pulhas e ladrões defendem pulhas e ladrões….Vejam a barbaridade….

Renan desengaveta projeto que define crimes de abuso de autoridade

Medida enquadra delegados, promotores, juízes, desembargadores e ministros de tribunais superiores e prevê pena de até quatro anos e multa

Por: Laryssa Borges, de Brasília30/06/2016 às 16:01 – Atualizado em 30/06/2016 às 20:58

O presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), durante encontro com governadores, juntamente com o presidente da República em exercício, Michel Temer, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF) - 20/06/2016O presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), durante encontro com governadores, juntamente com o presidente da República em exercício, Michel Temer, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF) – 20/06/2016(Evaristo Sá/AFP)

Investigado nas operações Lava Jato e Zelotes e alvo recente de um pedido de prisão, o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) decidiu desengavetar o controverso anteprojeto que define crimes de abuso de autoridade. Nesta quinta-feira, o peemedebista anunciou que pretende reativar uma comissão que discute trechos não regulamentados da Constituição e votar o texto no colegiado até 13 de julho.

O projeto que define os crimes de abuso de autoridades estava engavetado desde 2009 e volta a tramitar no momento em que Renan tem em mãos pedidos de impeachment contra o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e em que o próprio Congresso está nas cordas devido aos sucessivos escândalos de corrupção e de inquéritos relacionados ao petrolão.

O texto que trata de abuso de autoridade enquadra delegados, promotores, membros do Ministério Público, juízes, desembargadores e ministros de tribunais superiores e prevê como pena até quatro anos de prisão e multa, além da perda de função da autoridade em caso de reincidência.

O anteprojeto estabelece diversas situações consideradas como abuso de autoridade, como ordenar prisão “fora das hipóteses legais”, recolher ilegalmente alguém a carceragem policial, deixar de conceder liberdade provisória quando a lei admitir e prorrogar a execução de prisões temporárias.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: