LENIO STRECK JURISTA (COMUNISTA?) DO PT LEVA LAMABADA DE SERGIO MORO…..

“LULO -PETISTAS”  NÃO DESISTEM NUNCA ……E TENTAM MASCARAR A VERDADE EM SUAS DERROTAS…..Os petistas derrotados em todo o país pelas roubalheiras e mega corrupções de BILHÕES, somadas a INCOMPETÊNCIA PARA GERIR O ESTADO e as suas    tentativas de destruírem o Estado de Direito Democrático Republicano, para implantarem o modelo fidelista de “comunismo socialista boliviano latino”, estão perdidos nos argumentos e estão mascarando a verdade,  e atacam sistematicamente o juiz SERGIO MORO em todas as formas demagógicas e insustentáveis.  Porém…..

COLEÇÃO DE DERROTAS.  Porém, ATÉ AGORA PERDERAM EM TODAS…..VEJAM MAIS UMA DERROTA TEÓRICA DE UM PSEUDO JURISTA COMUNO – PETISTA  (Ref. jornal livre)….. 

 

_______________________17558_640_480__8deoutubro2008418

Jurista pró-PT, Lênio Streck tenta trucar Moro e toma uma lacrada humilhante

O jurista pró-PT Lenio Streck tentou constranger o juiz Sérgio Moro fazendo uso de uma narrativa confusa, mas que fez relativo sucesso entre a militância do partido.

Streck disse: “Sentença proferida por Sérgio Moro no caso Bumlay: Alegações finais da defesa entraram dia 14. Conclusão ao juiz as 7h52min do dia 15. Sentença de 160 páginas dois minutos depois, as 7h54min. Bingo! Será necessário dizer algo? Há anos aviso que o solipsismo judicial acabaria com o direito. E a dogmática jurídica tradicional foi conivente. Quem esteve no Ibcrim do ano passado e assistiu minha palestra sabe do que estou falando! O Estado Democrático de Direito está em risco. Exceção em cima de exceção. Tudo em nome de argumentos finalisticos. A moral predou o direito. E com apoio de grande parte da comunidade jurídica. Os juristas estão canabalizando o direito! Isso não vai terminar bem!”

Não demorou para Streck tomar uma lacrada do juiz Sérgio Moro, que o finalizou com a elegância e a contundência necessária.

Leia a resposta de Moro, conforme trazida pelo Antagonista: 

                       _________________

“Vale esclarecer os fatos ao jurista Lenio Streck. A ação penal 50615785120154047000 foi conclusa para sentença em 13/08/2016. Em 09/09/2016, sentença ja em elaboração, baixei em diligência para juntar cópia faltante do acordo de Nestor Cerveró e a bem da ampla defesa. Todos já sabiam do acordo mas era relevante a juntada do documento faltante. Foi então concedido prazo as partes para querendo complementarem suas alegações finais. Apenas ratificaram suas alegações, o que fizeram até 14/09/2016, sem nada inovar nas alegações anteriores.

Em 15/09/2016, foi então prolatada a sentença. O registro da conclusão foi apenas para permitir o lançamento da sentença no sistema. Críticas são bem vindas a qualquer atuação de agentes públicos. Mas convém que os fatos sejam relatados como aconteceram e não com com distorção do ocorrido. Do contrário parece má-fé, o que imagino que não deve ter sido a intenção do jurista em questão.”

____________________________

Visivelmente constrangido, Streck ainda tentou rebater, dizendo: “Ora, se as partes ‘apenas’ ratificaram, no que se explica que a sentença estivesse pronta mesmo antes da apresentação das ratificações?”. Mas o jurista pró-PT não citou nenhuma lei falando sobre linhas de tempo em que as sentenças devem ser preparadas.

Streck ainda tentou: “Desculpem, mas uma decisão – mormente de 160 laudas – não pode ser colocada como pronta horas depois das ultimas alegações. No mínimo, não pega bem. Só isso”.

Esse é outro deslize gravíssimo de Streck, que não pode apresentar objeções jurídicas com narrativas como “não pega bem”. Ou Streck apresenta qual legislação violou ou não apresenta. Na verdade, não há nada de errado em apresentar uma sentença minutos depois das últimas alegações, desde que essas alegações nada tenham acrescentado de novo. Em resumo: Streck não tem nada contra Moro.

Streck ainda faz uma última tentativa: “E nada disso altera o estado das coisas acerca de que como o direito de defesa tem sido tratado! Doutor encerrada a questão!”.

Em realidade, isso altera toda a questão, demonstrando a objeção de Streck como inteiramente inválida. De fato a questão se encerrou, em favor do juiz Sérgio Moro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: