AS GRANDES NEGOCIATAS NO PODER NA BASE DO “PER

AOS MARAJÁS DA CASA GRANDE DA REPÚBLICA….”PERDOA-SE”  TUDO…..JÁ AOS DESVALIDOS DA SENZALA…….COBRA-SE TUDO….No momento em que o governo TEMER propõe um arrocho legal violento contra os aposentados do país, o Governo TEMER comete um suicídio moral e suspeito ao PERDOAR  UMA DÍVIDA DE R$ 18 BILHÕES QUE O BANCO ITAÚ TEM PARA O GOVERNO FEDERAL……É um absurdo INACEITÁVEL……É UMA INSANIDADE  praticada pelo “ARROCHO TEMER ” para proteger os barões da CASA GRANDE do país, ao mesmo tempo em que ferra o pessoal da SENZALA……

APOSENTADOS DA SENZALA…..QUE PAGUEM A CONTA….. TEMER deste modo empurra a conta para os  aposentados do INSS,  para que paguem a conta do furo deixado pelos desmandos dele e dos petistas e cia. nos cofres da Nação…..Ora pipocas Mr. TEMER…….COBRE ESTA CONTA DO BANCO ITAÚ E JOGUE NO INSS PARA PAGAR OS APOSENTADOS QUE GANHAM MIGALHAS….Vejam mais esta INSANIDADE DO GOVERNO TEMER….Seria mais uma “negociata”? ?

 

 

 

PROCURADORIA VAI RECORRER CONTRA PERDÃO DE DÍVIDA DO ITAÚ, DE R$ 18 BI

MINISTRO MEIRELES E TEMER….PROTETORES DOS BANCOS DO PAÍS……

 

 

 

A tributação pelo Imposto de Renda sobre Ganho de Capital pressupõe a existência de ganho do contribuinte na alienação de um bem ou direito. Portanto, deve incidir sobre o vendedor, e não sobre o comprador. Além disso, também não há ganho de capital quando não existiu alienação de qualquer bem ou direito ou quando o valor de suposta transferência não é superior ao valor de aquisição do objeto da venda em virtude de falta de preenchimento dos aspectos material e quantitativo da hipótese de incidência do tributo.

Essa foi a tese aplicada pela 1ª Turma Ordinária da 2ª Câmara do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais do Ministério da Fazenda (Carf) para concluir que não houve ganho de capital na fusão do Unibanco com o Itaú, em 2008. Com a decisão, os bancos foram liberados de pagar R$ 18,7 bilhões de Imposto de Renda e de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido.

Prevaleceu o voto do relator do caso, Luis Fabiano Alves Penteado. Segundo ele, a autuação da Receita Federal deveria ser cancelada porque a incorporação das ações do Unibanco pelo Itaú serviu para concentrar todos os sócios em uma única holding, sem gerar efeito econômico ou ganho de capital.

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional já informou que vai recorrer. Segundo o procurador responsável pelo caso, Marco Aurelio Zortea Marques, não importa a maneira como a operação foi feita pelo contribuinte. Se existe ganho de capital, mesmo que a operação tenha sido feita internamente, deve ser tributado.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: