Archive for 18 de Setembro, 2017

POLÍTICOS”…EMPRESÁRIOS….. EM BRASÍLIA ASSALTARAM E TRANSFORMARAM O PAÍS EM BANCA DE NEGOCIATAS SUJAS…

 “NOS DOCUMENTOS DA EMPRESA DE CONSULTORIA DO PALOCCI DEVEM ESTAR AS PROVAS DA MEGA ROUBALHEIRA DA ASSALTADA E RELES REPÚBLICA DO BRASIL “

EX MINISTRO PALOCCI… HOMEM DA MAIS ALTA CONFIANÇA DE LULA (PT)… COMEÇA A ENTREGAR O BANDO DE LADRÕES QUE ASSALTARAM O ESTADO BRASILEIRO…..Venda de leis e decretos (via COMISSÕES), para favorecer empresários corruptos, era a marca registrada do banditismo estatal em Brasília.  A partir da delação do PALOCCI (EX PT), (hoje odiado pelos lulistas fanáticos empedernidos), diversos caciques da política corrupta e empresários sócios destes pulhas, estão com as barbas de molho e os intestinos borbulhando……..

TRATAMENTO INTESTINAL…..Muitos políticos e empresários autores de atos corruptos (via PALOCCI),  devem estar tomando “travante” para os intestinos (que devem estar frouxos e ameaçadores), pelos fatos e provas que o PALOCCI pode ter em estoque, já que pelas suas delações ele deve ter guardado documentos e ou provas materiais dos roubos que os ladrões  de gravata e colarinho de ouro,  deixaram nas relações das negociatas feitas com o  “EX BAITA”  COMPANHEIRO DO LULA….o famoso  PALOCCI… (Ref. Veja.com)….

 

EXCLUSIVO: Palocci entrega provas de corrupção contra empresários

 

 

O ex-ministro descreve em detalhes como usou sua influência nos governos petistas para beneficiar pelo menos dez grandes clientes

 

 

No acordo de delação que negocia com a força-tarefa da Lava-Jato, o ex-ministro Antonio Palocci decodifica os negócios sujos escondidos na famosa lista de clientes de sua consultoria, a Projeto. Palocci abriu a empresa em 2006, pouco depois de deixar o Ministério da Fazenda.

Em quase uma décadas de atividade, a Projeto foi contratada por algumas das maiores empresas brasileiras, multinacionais, bancos e conglomerados econômicos.

Na delação, Palocci fornece notas fiscais, cópias de contrato e narra as histórias de corrupção que envolvem pelo menos dez grandes clientes de sua consultoria. O produto principal do “consultor” Palocci, admite o ex-ministro, era o acesso exclusivo aos gabinetes mais importantes de Brasília.

Anúncios