ISLÂNDIA ESTUDA MÉTODO PARA DIMINUIR EFEITO ESTUFA NO MUNDO

“Chegamos ao limite dos níveis de CO2 na atmosfera, se não fizermos nada, coisas extremas vão acontecer”, diz Edda Sif Aradóttir, líder do projeto CarbFix.  “

ISLÂNDIA QUER RESOLVER O EFEITO ESTUFA…..Está na Islândia a primeira experiência para se diminuir o efeito das mudanças climáticas, propondo usar o CO2 para transformá-lo em pedra, diminuindo assim o chamado efeito estufa do planeta….(Ref. BBC Brasil)

 

Chegamos ao limite dos níveis de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera (Foto: BBC)

 (foto site Natureza)

 

O inovador projeto que transforma CO2 em pedra para combater efeito estufa

  • 23 maio 2018

A usina de energia de Hellisheidi, na Islândia, vem testando um novo método para combater o aquecimento global: transformar o gás carbônico (CO2) em pedra.

“Chegamos ao limite dos níveis de CO2 na atmosfera, se não fizermos nada, coisas extremas vão acontecer”, diz Edda Sif Aradóttir, líder do projeto CarbFix.

O CarbFix consiste em um projeto de pesquisa focado no desenvolvimento de métodos para capturar CO2 e injetá-lo em formações de basalto, transformando o gás em pedra.

O processo não é simples: primeiro, o CO2 é dissolvido em água e depois injetado no solo, onde se mistura a formações de basalto.

A paisagem de tirar o fôlego da Islândia – com suas fontes termais, gêiseres e praias de areia negra – é principalmente composta por basalto, uma rocha porosa de cor cinza-escura formada a partir do esfriamento da lava.

O basalto, por sua vez, é considerado o “melhor amigo do carbono”, porque contém grandes quantidades de cálcio, magnésio e ferro, que se combinam com o CO2 bombeado para ajudar a solidificá-lo em um mineral.

No ano passado, o CarbFix capturou 10 mil toneladas de CO2 da atmosfera, o equivalente à emissão de 2,2 mil carros.

“Atualmente, estamos testando o CarbFix em pequena escala, mas somos capazes de ampliá-lo”, diz Aradóttir.

“Minha missão é ver o CarbFix sendo empregado por todo o mundo, de modo que possamos vencer a batalha contra as mudanças climáticas”, acrescenta.

Esta reportagem faz parte da série da BBC Medindo a temperatura, que foi produzida com financiamento da Fundação Skoll, sediada na Califórnia, nos EUA.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: