Archive for Setembro, 2010

A UNANIMIDADE É SÓ BURRA ?

A propósito do  “post”  que fiz, no dia 29 com o título: “PARA REFLEXÃO AO LULA, ZÉ DIRCEU, FRANKLIN….”,  tenho a crescentar neste comentário,  que o índice de aprovação  de 78 % ou 80 %,  DE GOVERNO  (não é dado “pessoal”), do  novo “Imperador Messiânico”, o Luiz Inácio,  deve ser visto com reservas, CAUTELAS  e cuidados especiais.   Este dado de governo do Lula, indica  quase uma UNANIMIDADE, E  “A UNANIMIDADE É BURRA”, conforme lei social decretada pelo grande e consagrado escritor  carioca o “Stanislau Ponte Preta”,  cuja  expressão o tornou conhecido na Nação.  Nós acrescentamos que , A UNANIMIDADE,  além de ser BURRA, TAMBÉM É ANTI-DEMOCRÁTICA, pois afeta o processo democrático, embota nossas mentes, e coloca em risco  nosso regime de liberdade, levando o “messiãnico”, e principalmente seus puxa-sacos, e outros  que o cercam, a querer matar a democracia, para criar  UMA DINASTIA  DE DÉSPOTAS E DITADORES, tal qual sempre aconteceu ao longo da história universal com tristes recordações. Lembrem-se, Hitler teve a UNANIMIDADE DO POVO ALEMÃO.

Anúncios

PARA REFLEXÃO AO LULA, ZÉ DIRCEU, FRANKLIN….

Uma coisa não sai de minha “cuca”, e sempre volto a pensar nesta indagação.  O governo do “messiânico”  Luiz Inácio, com toda esta enxurrada de corrupção, tem  uma aprovação  DE GOVERNO em torno de 80 % no povão.  PERGUNTO;  “COM QUANTOS  PONTOS ESTARIA O LULA, SE NÃO TIVESSE  TODO  ESTE  ESTE  MAR DE CORRUPÇÃO AO SEU LADO  ? ”  Seriam uns 90 %,  ou 100 % ?  Mais de 100 % é  matematicamente impossível, não é ?  Pensem nisso .

A BOCA MALDITA ESTÁ AFLITA

Nos dois últimos dias, nos finais de tarde, sobrou um tempinho e passei pela Boca Maldita de Curitiba. O papo ?  Um só.  A guerra das pesquisas entre os candidatos ao governo, Beto Richa e Osmar Dias.  Uma só indagação,  Afinal quem está na frente ?  Quantos pontos ? O Beto caiu ?  O Osmar subiu ? Ou ao contrário ?  Até quando vai esta guerra jurídica  de resultado e divulgação de pesquisas ? A Boca está aflita e perdida.  Quer pesquisa. Desta vez a Boca não fala.  Quer ouvir, quer saber, e não consegue.   Já na sucessão presidencial há unanimidade.  A Dilma caiu, a Marina subiu rápido e o Serra fica na mesma.  A Marina, dizem, pode surpreender.  A Boca está aflita !

DILMA EM QUEDA NAS PESQUISAS

O fator furacão, ERENECI GUERRA  ex-ministra da Casa Civil, poderá ser julgada pelos petistas (e pela história), como a culpada pelo início da queda da Dilma nas últimas pesquisas do Data Folha e IBOPE. A causa deste desastre, que poderá ser histórico, (caso a Dilma não ganhe a eleição), sem dúvida terá sido a grossa corrupção descoberta ao lado da mesa do presidente “messiânico”  Luiz Inácio.   Na medida em que o povão tomar conhecimento deste fato, sua repercussão nas urnas será cada vez maior.  Parece  que boa parte do eleitorado nacional, faz uma opção contra a corrupção.  Já não era sem tempo. Lamenta-se que o maior adversário da Dilma, o Serra, tenha “afinado” na campanha, recusando-se a bater duro neste fato de corrupção do governo Lula.  Virou  “tchu-tchuca”.  Corrupção neste país é fato tão sério,  que merece  combate de  24 horas por dia, sem parar, principalmente por aqueles que desejam ser autoridades do Estado.

FRASE DO PRESIDENTE JOSÉ MUJICA

O presidente do Uruguai José Mujica, ex-guerrilheiro tupamaro (marxista), hoje bom exemplo de governante sério e honesto, e de cidadania, pois recusa as mordomias que corrompem o governante (como o nosso por aqui), deu entrevista na Veja, com lição aos petistas,  aos  ” Lulas, Franklins, Zés Dirceus e Cias. “,  que nos porões do Palácio do Planalto colocam em risco nossa democracia.   Disse Mujica: “Naquele tempo tempo (da luta armada) pensávamos que era só chegar ao governo e construir uma sociedade mais justa de cima para baixo .  Depois  descobrimos que isso é muito difícil, ou melhor, impossível “. É certo que depois desta entrevista a turma do “porão do Palácio do Lula”, vai classificá-lo como “direitista do Cone  Sul”. A propósito recomendo que leiam  ” MARX  x  MARX  ? “, clicando no google.

TEMOS TRADIÇÃO NA FALTA DE PRESÍDIOS

Esta pesquei da “Gazeta do Povo” de 26-9-10.  Manchete:  “PR DEMOROU 50 ANOS PARA FAZER O PRIMEIRO PRESÍDIO”. O presídio é o do Ahú em Curitiba.  Foi inaugurado em 1909, e ainda está em funcionamento.  Já naquela época os presos viviam em cadeias abarrotadas, tal qual vivem ainda hoje. Então gente, a falta atual de presídios no Paraná, não é atual.  É histórica e tradicional.  De nada adiantou termos novos políticos, com velhas idéias enraizadas no passado imperial da Casa Grande dos “Don Pedros I e II”.

CURITIBA PARTICIPATIVA?

Conhecidos políticos e partidos de Curitiba exaltam suas atuações no tocante a participação da população no orçamento,  no planejamento urbano e nos  demais problemas da Capital.   Porém a realidade é bem outra.  O jornal “A Gazeta do Povo” de 26-9-10, publicou extensa reportagem sobre este tema, onde destacamos os seguintes tópicos:  1  – “Falta interesse da população no planejamento da cidade.  Um dos motivos é a DIFICULDADE DE ACESSO À INFORMAÇÃO”. O motivo deste efeito, tem como causa o modus operandi dos ténicos do Município, os quais acham que o desejo do prefeito de plantão e o IPPUC podem resolver tudo sozinhos, e por isso não discutem a cidade com a população.  Falta prática democrática. Outra constatação:  2  -” IPPUC PODERIA MELHORAR O MODELO DE SUA ATUAÇÃO “. Como ?  Com uma reciclagem nos ténicos do IPPUC, com cursos de noções de direitos constitucionais e noções básicas de cidadania.  Esta corporação de boa tradição, poderia entrar em uma nova era de atuação democrática, discutindo seus projetos com a comunidade, ouvindo seus reclamos, planejando muito mais nos desejos da população do que nos desejos de um prefeito  personalista, narcizista, e  de plantão temporário,  para assim estabelecer programas prioritários, nos desejos da população.   Quanto aos  “ORÇAMENTOS PARTICIPATIVOS”.  Vejam o que se constatou:  3  – “NEM  1% DA POPULAÇÃO PARTICIPA DA  LDO  (Lei de Diretrizes Orçamentárias) “, cuja Lei é que vai determinar em quais programas o Município vai investir seus recursos.  Esta reportagem derruba mitos e muita demagogia de muitos políticos equivocados.